Dieta religiosa para a Quaresma: só cerveja e água

Beber cerveja para muitos é uma espécie de religião, mas esse não é o caso de J. Wilson. Editor do jornal Adams County Free Press e blogueiro,  decidiu fazer uma jornada espiritual com um jejum que, segundo ele, permitirá que se aproxime da experiência vivida por monges franciscanos numa tradição de mais de 300 anos.

Ao ler sobre esse hábito dos monges alemães, Wilson, 38 anos, casado e pai de dois filhos, decidiu experimentar como é viver apenas com cerveja e água no período da Quaresma. Durante seis semanas, entre a Quarta-feira de Cinzas e a Páscoa, cerveja é tudo o que irá ingerir no horário das refeições. A água é bebida toda vez que tem sede.

Seguindo a tradição, Wilson entrou em contato com um cervejeiro local e preparou a receita de doppelbock, cerveja de alto valor calórico, chamada pelos monges de “pão líquido”. Conforme explicou, irá consumir cerca de dois litros dessa cerveja por dia. Ela deve suprir suas necessidades calóricas diárias, pois equivale a 1.200 calorias.

Além de manter o Brewvana, um blog sobre cerveja, ele agora documenta sua experiência em um novo blog, Diary of a Part Time Monk [Diário de um monge de meio período], que poderá virar livro em breve.

As seis semanas da empreitada serão acompanhadas por um médico. Wilson se declara um “cristão não-denominacional”, por isso terá também o auxílio do pastor Rummer, seu “conselheiro espiritual”.

“Pode parecer um feito bobo, mas tenho muito curiosidade sobre a experiência dos monges “, disse Wilson. Ele descreve no blog sua experiência com frequentes citações da Bíblia e de outros livros cristãos que está lendo nestes dias, além de fazer menções às experiências espirituais que está vivenciando.

Wilson já passou da metade de sua jornada e parece que os monges sabiam o que estavam fazendo. “Talvez seja a intervenção divina, mas já recuperei mais de meio quilo até agora. Meu peso agora é 68,3 quilos”, escreveu ele. Embora relate que nos primeiros dias perdeu 10 quilos, acredita que psicologicamente seu estado é excelente. “Meu organismo já consumiu toda a gordura acumulada de hambúrguers e donuts”.

Ele continua trabalhando normalmente, mas admite que sua rotina mudou. “Passei fome nos primeiros dias, mas depois essa vontade passou… De vez em quando, se tenho um compromisso, preciso mudar os horários de beber cerveja. Se tomo duas cervejas seguidas ou num curto intervalo, fico um pouco tonto. Mas não me senti tonto ou embriagado nas últimas três semanas.”

A experiência termina no dia 24 deste mês e o morador de Iowa já faz planos do que vai comer quando o jejum acabar: “Sinto muita falta de comida mexicana”.

Agência Pavanews, com informações de AOL, Chicago Tribune e La Razon. Vídeo da CBS News.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Dieta religiosa para a Quaresma: só cerveja e água

Deixe o seu comentário