Campanha de oração é considerada anticonstitucional nos EUA e satirizada por grupos ateus

O dia nacional de oração é uma tradição antiga nos Estados Unidos. Para promover a campanha desse ano, o vídeo abaixo foi lançado no início de março. Nele, Deus é retratado de forma dúbia, parecendo uma divindade irada, visto como nuvens ameaçadoras e que só pode ser apaziguada por intermédio da oração e da leitura da Bíblia.

De muitas maneiras, isso faz parte da visão fundamentalista religiosa exportada por igrejas americanas para o mundo todo. Mais parece um trailer de filme de invasão alienígena ou uma versão em vídeo do famoso sermão do pietista Jonathan Edwards “Pecadores nas mãos de um Deus irado”. Não por coincidência, as cidades que aparecem com destaque são a capital Washington, que desde sua fundação convive com lobbies religiosos, e San Francisco, considerada a cidade “mais gay” dos Estados Unidos.

Além de críticas de alguns segmentos evangélicos, o vídeo foi satirizado por sites ateus como o Friendly Atheist, que poucos dias depois postou esta versão.

Logo em seguida, surgiram outras versões como ESTA e ESTA.

Atualmente, a campanha do Dia Nacional de Oração é liderada por Shirley Dobson, esposa de James Dobson, fundador do Focus on the Family, um dos mais ativos grupos político-religiosos da direita americana. Também faz parte de uma das “estratégias espirituais” do grupo apostólico que advoga o dominionismo cristão nas nações. Este ano a data escolhida para o evento é 5 de maio.

No momento, há uma batalha judicial nas cortes americanas porque em 2010 o apoio do poder público ao evento foi considerado inconstitucional. O Dia Nacional de Oração foi estabelecido pelo presidente Truman em 1952. Em 2007, o presidente Obama se posicionou contra a mobilização, dizendo que os Estados Unidos não eram mais uma nação cristã. No ano passado, ele foi criticado severamente por ter “cancelado” o evento.

Agência Pavanews, com informações de TIME e God Discussion.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Campanha de oração é considerada anticonstitucional nos EUA e satirizada por grupos ateus

Deixe o seu comentário