Publicitário(s) desempregado(s) (16)

Dois anúncios causaram debates sobre a ética na publicidade esta semana. Primeiramente a marca de roupas J Crew, dos EUA, lançou um anúncio em seu catálogo, onde Jenna Lyons (uma de suas diretoras) aparece pintando as unhas de seu filho com esmalte cor-de-rosa brilhante (neon).

O texto que acompanha a foto diz: “Sorte minha, tenho um menino cuja cor predileta é o rosa. Pintar as unhas de rosa é muito mais divertido quando é um tom de neon”.

Rapidamente surgiram críticas de vários órgãos de imprensa e a rede FOX chegou a acusar a peça publicitária de incentivar a homossexualidade. O colunista de saúde do canal chegou a recomendar que a mãe usasse o dinheiro que ganhou para pagar um tratamento psiquiátrico ao menino, que teria sofrido “danos” com a exposição.

Enquanto isso, no Canadá, um comercial de uma revenda de carros usados publicou a foto abaixo em um jornal. O texto diz “Você sabe que não é o primeiro, mas isso realmente importa?”

A associação rapidamente gerou crítica de organizações que defendem os direitos das mulheres. A acusação é que o anúncio dá a entender que a mulher que deixou de ser virgem tem valor menor, assim como um carro semi-novo.

Agência Pavanews, com informações de The Society Pages e Slate

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Publicitário(s) desempregado(s) (16)

Deixe o seu comentário