Perseguição religiosa ou obsessão sexual?

Phallic cross

Um motorista de táxi da cidade de York, Inglaterra, está respondendo a uma acusação que classifica como “absurda” e entende ser mera perseguição religiosa.

Católico devoto, ele comprou uma cruz quando foi de férias para a Grécia há alguns anos e a pendurou no retrovisor de seu carro. No final do mês passado, um de seus passageiros fez uma queixa formal ao órgão que regula o transporte na cidade.

Um adolescente de 15 anos queixou-se do que considerava ser um item
inadequado em um táxi, pois lembraria um falo e, portanto, era ofensivo.

“Eu retirei, como me foi solicitado, porque não quero perder a minha
licença, mas não acho que o assunto foi tratado corretamente”, explica o taxista.

O padre Derek Turnham, da Diocese de Middlesbrough, que abrange York, afirmou: “O tema da exibição de símbolos religiosos em locais públicos é atualmente foco de grande debate e a Diocese sempre irá defender o direito de as pessoas mostrarem sua a fé de maneira prática através de vários sinais e símbolos cristãos… Compreendemos a angústia do motorista pois, para ele, é um símbolo muito inocente que, infelizmente, foi tão mal interpretado.”

Agência Pavanews, com informações de The Telegraph. Foto: Ross Parry

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Perseguição religiosa ou obsessão sexual?

Deixe o seu comentário