Pesquisa aponta os ‘sete pecados capitais’ de um CEO

Publicado originalmente na BBC

Uma pesquisa do jornal britânico Financial Times publicou uma lista com o chamou de “sete pecados capitais” para um CEO (diretor executivo) de uma empresa. A lista foi compilada com base nas respostas a um questionário entregue a 60 CEOs durante um ano e meio, cuja principal pergunta era: “Quais são seus três pontos mais fracos?”.

Lucy Kellaway, que coordenou a enquete, diz que 58 dos 60 alto executivos admitiram ter momentos de fraqueza, mas que estes eram vistos como algo positivo.

Os “sete pecados capitais” para um CEO, na visão dos próprios, são:

1. Controle exagerado;
2. Vaidade;
3. Hesitação;
4. Não sabe ouvir;
5. Ser agressivo;
6. Medo de conflito;
7. Não ser sociável.

Kellaway ressalta que os resultados mostram que não há diferença entre executivos homens, mulheres, europeus ou americanos.

Medo de errar

Kellaway diz que muitos dos CEOs não reconhecem em si mesmo vários pontos fracos. “E eu suspeito que o problema é pior: eles não sabem quais são suas falhas”, disse ela.

Segundo a pesquisadora, apenas dois dos 60 alto executivos que responderam à enquete admitiram cometer erros graves.

“Essa negação dos próprios erros é uma pena. Nós gostamos mais das pessoas quando elas falam abertamente de seus defeitos. Isso faz delas mais humanas”, diz.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Pesquisa aponta os ‘sete pecados capitais’ de um CEO

2 Comentários

  1. Emcampos disse:

    Mas cometer alguns destes “pecados”, parece ser sinonimo de sucesso….
    Steve Jobs se resume a:
    1. Controle exagerado;

    2. Vaidade;

    4. Não sabe ouvir;

    5. Ser agressivo;

    7. Não ser sociável.

    Assim como Mark Zuckenberg (dizem q de sociavel, só o site)…

    • Engana-se, o marido da minha prima trabalha na sede do Facebook em Palo Alto, CA, ele fala que o Mark sempre esta conversando bastante com os funcionarios de todos os departamentos, compartilhando ideias com eles a todo momento. Disse q ele gosta de ouvir as ideias das pessoas pelo fato de aquelas pessoas fazerem parte da massa que integra o Facebook, e assim suas ideias sao valiosas para serem aplicadas e gerarem feedback positivo.

Deixe o seu comentário