Escola africana utilizava bomba como sino para pedir silêncio aos alunos

Publicado originalmente no POP

Uma equipe especializada em identificar minas descobriu uma bomba que não explodiu e que era utilizada como sino em uma escola da área rural de Uganda, país africano. Os profissionais estavam fazendo uma visita para ensinar aos alunos como identificar bombas e acabaram realmente localizando uma. As professoras batiam no objeto com pedras para chamar a atenção das crianças.

De acordo com a equipe, a bomba ainda estava ativa. O que significa que, se fosse atingida por algo mais forte, explodiria imediatamente. A destruição é incalculável, mas certamente os 700 alunos não sobreviveriam.

No entanto, esse não é o primeiro caso. No mesmo país, outra escola tinha uma bomba sendo utilizada pelos alunos como brinquedo na hora do almoço, devidamente guardada na hora das aulas. Tudo com muita… disciplina.

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Escola africana utilizava bomba como sino para pedir silêncio aos alunos

Deixe o seu comentário