Sacanagem: Avó de 70 anos é processada por baixar pornografia ilegal

Idosa alegou que nem sabe o que é BitTorrent. Acusadores insistem que ela deve ser responsabilizada. Foto: Getty ImagesPublicado no TerraUma senhora de 70 anos, que vive em Chicago, está sendo processada nos EUA por supostamente baixar conteúdo pornográfico ilegal na internet por meio do BitTorrent. A senhora, que pediu para não ser identificada, disse ao jornal SF Gate que a acusação não tem fundamento. Ela também alegou no processo que nem sabe o que é o BitTorrent. “Isso cheira a extorsão”, afirmou. As informações são do jornal Huffington Post.

O escritório de advocacia Steele Hansmeier atua nesse processo e tem defendido usuários do BitTorrent que têm sido cobrados com multas de até US$ 150 mil por baixarem conteúdos ilegais.

A intenção dos detentores de direitos autorais nesses casos é fazer com que os infratores sejam punidos rapidamente e que os processos sejam curtos. Muitas vezes se tenta fazer um acordo e multar sem processo.

Quando há acordo, o valor da multa varia de US$ 3 mil a US$ 12 mil, segundo o Huffington Post. A avó, por exemplo, não quis fazer acordo e alegou inocência.

Os acusadores dizem que o computador da senhora pode ter sido usado por terceiros e que ela deve ser responsabilizada por isso. A defesa diz que esse tipo de responsabilização não é cabível, e uma multa de até US$ 150 mil seria desproporcional.

Uma das prováveis possibilidades é de que a idosa não tenha conseguido bloquear o acesso a sua conexão Wi-Fi e jovens vizinhos tenham acessado sua conexão à internet, baixando o vídeo pornô. De acordo com o Huffington Post, essa alegação deve fazer com que a senhora se livre das multas.

Foto: Getty Images

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Sacanagem: Avó de 70 anos é processada por baixar pornografia ilegal

1 Comentário

  1. Aldo Monteiro disse:

    Eu ‘acho’ que a vovó de 70 anos não abriu o seu computador em programa ilegal.
    Isso pode ser obra de outros ladrões da paz alheia.
    tito from brasília.

Deixe o seu comentário