O mendigo que lê a Bíblia

Nirlando Beirão, no R7

Acabo de passar – agora, uma da tarde de sexta-feira, 5 – por um mendigo que, estirado no cimento frio da calçada, na Avenida Angélica, Higienópolis, embrulhado num precário cobertor, lia a Bíblia.

Um exemplar de páginas esgarçadas pelo manuseio.

Lia com serenidade, indiferente aos rumores nervosos da metrópole. Estava ali pela metade do livro. Adivinho que talvez a leitura de certo modo o aqueça.

Sei que a Bíblia a gente não lê de enfiada, escolhe capítulos e versículos, mas o fato é que o mendigo solitário entregava-se à leitura com concentrado interesse.

Pode ser que haja vários, infinitos mendigos nessa miséria urbana de sem-teto que é São Paulo que leiam a Bíblia, porém eu me espantei.

Me fez lembrar San Francisco, na Califórnia, onde morei oito anos atrás. A cidade é apinhada de homeless, que acorrem de várias cidades das redondezas, já que a Prefeitura oferece um fee mensal de 300 dólares para os desassistidos.

E é lá perto da Prefeitura que eles se aglomeram (a City Hall de San Francisco orgulha-se de ter a maior abóboda do mundo depois da Basílica de São Pedro, no Vaticano).

Ao lado da Prefeitura, a também monumental Biblioteca Pública costuma montar diariamente bancas de livros usados de tal forma que quem passa por se abastecer livremente. Os sem-teto da cidade mergulham nos livros com o mesmo apetite que dedicam a um bife com French fries.

Foi também na libertária, desencanada São Francisco que assisti a um episódio intrigante: estava nma livraria, e, já na fila no caixa, senti um estranho muxoxo por parte da balconista. Ela olhava para um lado e para outro, como se, perplexa, tivesse presenciado algum fato insólito.

E tinha mesmo. Percebendo que eu percebia, ela me sussurrou: “Está vendo aquele fulaninho ali?” Apontou: o garoto já estava na porta de saída. “Pois é, ele acaba de furtar uma Bíblia”.

Furtar uma Bíblia? Taí uma contradição difícil de entender. Que ele pelo menos tenha feito bom uso dela.

Imagem ilustrativa: Real World

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for O mendigo que lê a Bíblia

1 Comentário

  1. Valdir Sakamoto disse:

    Quando fui voluntário em um albergue, havia um assistido que tinha concluído 4 faculdades, mas, desistiu, de viver uma vida “normal”.

Deixe o seu comentário