Escola de exorcismo faz sucesso entre adolescentes

Agência Pavanews, com informações de Mail Online

Savannah Schurkenback, Jess Shurkenback, Christina Massih, Melanie Massih e Brynne Larson empunham suas bíblias e crucifixos.

As cinco adolescentes parecem estar em uma aula normal, ansiosamente lendo seus livros e respondendo a perguntas dos professores. A diferença é que os livros são Bíblias e as meninas usam cruzes e água benta no treinamento para se tornarem exorcistas, do tipo que enfrentam demônios, maldições e feitiços malignos.

“As pessoas olham um pouco surpresas quando eu chego”, admite Brynne Larson. “Quando as pessoas chamam de um exorcista, não imaginam uma jovem estudante de 16 anos.”

Brynne, é de Phoenix, Arizona, e faz parte de uma nova geração de guerreiros adolescentes qualificados, que responderam a um apelo quando a Igreja Católica admitiu a escassez de exorcistas em todo o mundo. Mesmo assim, a oferta ainda não atendem a demanda dessa cerimônia controversa.

O chefe exorcista do Vaticano, padre Gabriele Amorth, 85, revelou que ele já lidou sozinho com mais de 70.000 casos de possessão demoníaca.

“A Igreja ainda não consegue acompanhar a demanda. Tenho 100 equipes de exorcistas treinados trabalhando em todo o mundo, mesmo assim os surtos de possessão demoníaca estão ficando fora de controle. Nossos telefones estão tocando constantemente. Recebemos até 1.000 pedidos por mês, e viajamos para alguns países da África, Ucrânia, Inglaterra e até mesmo Austrália.

Ciente disso, o evangelista reverendo Bob Larson reverendo, líder do ministério Igreja International da Liberdade Espiritual criou uma escola para exorcistas. Mas, enquanto suas equipes possuem exorcistas de até 70 anos, o grupo que está causando furor na comunidade religiosa são os adolescentes.

Savannah Scherkenback, 19, e sua irmã Tess, 16, são parte da turma mais recentes de formados pela escola do reverendo Larson. que também inclui as exorcistas “em treinamento” Melanie Massih, 16, sua irmã Christina, 15.

“Descobrimos que as exorcistas adolescentes são particularmente eficazes na cura do possesso”, diz Larson, cuja filha Brynne faz parte desse grupo seleto.

Quando não estão expulsando demônios, salvando almas, e mandando os maus espíritos de volta para o inferno, as estudantes gosta de cuidar do cabelo, fazer compras e encontrar os amigos para tomar um café. Porém, elas não gostam de assistir TV nem ir ao cinema.

“Eu acho que Harry Potter e Crepúsculo são instigadores do mal”, diz Savannah. “Eles anulam a moralidade e servem apenas para ligar as pessoas com o mal. Eu não vejo TV. Estou muito ocupada rezando e lutando contra o diabo”.

O reverendo Larson (foto abaixo) dá mais uma de suas aulas, ensinado a utilização de oração para remover os espíritos malignos, algo que tem suas raízes no cristianismo primitivo, sendo descrito pela igreja como “o ato de expulsar, ou repelir, os demônios que dominam uma pessoa ou um lugar”.

 width=Larson lembrar os seus alunos dos sinais clássicos de possessão demoníaca: “Falar uma língua desconhecida, ter força sobrenatural, uma aversão violenta a Deus, à cruz e ódio pela água benta.”

Mesmo que os exorcismos foram ensinadas e realizados desde o início da Igreja Católica, eles acreditam que nunca houve uma demanda maior do que hoje.

 

Essa sempre gera reação, explica ela. “Uma mulher entrou em colapso e começou a convulsão, enquanto outro homem começou a sufocar certa vez. Quando vi isso pela primeira vez pensei comigo mesmo: “É isso. funciona”.

Embora não exista um protocolo definido para cada exorcismo, as meninas carregam sempre um kit de ferramentas básicas de exorcismo: uma Bíblia, água benta e uma cruz.

No último mês o reverendo Larson e sua equipe ajudaram uma mulher a livrar-se de uma maldição, depois que ela encontrou um feiticeiro da Nigéria pela Internet e brigou com ele. Eles também curaram uma jovem que tinha sido criada numa família que fazia práticas satânicas, limpando sua vida dos demônios que insistiam que ela cometesse suicídio.

Não é surpresa que Brynne, a filha de Larson, siga o mesmo caminho do pai. “Todos os dias eu chegava em casa do trabalho e ela ia perguntar:” Que demônios que você encontra hoje, papai?'”, explica o reverendo.

Brynne começou a viajar o mundo junto com seu pai exorcista quando era apenas uma criança. Depois de anos assistindo o pai fazer exorcismos e ensinar grandes multidões teve a oportunidade de fazer o primeiro exorcismo aos 13 anos, na África.

“Ele estava possuído pelo demônio do assassinato”, lembra Larson. “Ele gritou muito quando tocamos com a Bíblia em sua cabeça.” O reverendo chamou então a sua filha e o homem pulou para trás ao ver Brynne. Ela pegou a sua Bíblia, e ele gritava e convulsionava em agonia, como uma cena de um filme de horror.

‘Eu gritava: “Vá para o abismo do inferno”, e o homem gritava ainda mais alto “, ela lembra. “Então eu disse:” Saia! Em nome de Deus! “E eu expulsei o demônio”, conclui. Desde então, a estudante tem realizado muitos exorcismos bem sucedidos.

Ela não é a única que  lembra com satisfação de sua decisão. “Um monte de garotas da minha idade pensam apenas em beber e sair com garotos”, admite Tess. “Isso simplesmente não é o meu caminho. Meu momento de maior orgulho foi quando eu tinha 14 anos, e liderei meu primeiro seminário de quebra de maldição”

Mas nem todo mundo pode se tornar um exorcista. O reverendo Larson explica que para ingressar na classe “você deve ter recebido um chamado de Deus. Depois de provar que se tornar um exorcista é o que Deus tem pra você é necessário um treinamento intensivo, que pode levar semanas e possivelmente meses… Existe uma cerimônia de formatura, quando você está pronto. Os exorcistas formados ganham uma cruz especial, onde estão gravadas as palavras da Bíblia que usamos no exorcismo”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Escola de exorcismo faz sucesso entre adolescentes

4 Comentários

  1. Claudio Nunes Horácio disse:

    O dia que estas meninas encontrarem mesmo um endemoninhado, o diabo irá palitar o dente com estes crucifixos, fazer gargarejo com a água benta e esquartejá-las vivas. Cada uma hein?

  2. Wagner_wj disse:

    Estranho que para essas pessoas, satã trata-se de um sujeito muito burro e previsível. Tem até o mesmo ‘modus operandi’ de agir, há séculos. Ridículo?é pouco.

Deixe o seu comentário