Dez coisas que aprendi sobre Deus com os pastores da TV

Tom Fernandes, no pequenos dramas de um escritor diletante

Já sou um tanto antigo nessa coisa de TV e ano que vem completo a maioridade etária nessa coisa de religião. Sou de um tempo em que as manhãs de sábado tinham Jimmy Swagartt na antiga TV Bandeirantes (Band vem daí, novinhos) e Caio Fábio aparecia vez ou outra na Globo (sonho de consumo e masturbação egoica do Silas atualmente). Vi os primeiros programas do Edir ainda cabeludo e tenho até saudades do tempo em que o Malafaia usava bigode.

De lá pra cá, adultérios e escândalos à parte, muita coisa mudou. O que era pouco se acabou… Opa, música errada. O que era doce azedou. A Band hoje tem dúzias de pastores em sua programação, a Globo resolveu não se misturar mais com essa gentalha, a Record foi comprada pela veterotestamentária IURD e, como grana pouca é esmola, vieram a Record News e várias estações de rádio. Por falar em gentalha, o SBT continua firme e forte (tá, nem tão firme assim), resistindo à investida dos milhões feitos de tostões.

Bom, mas não é esse o mote aqui. Quero compartilhar dez coisas que aprendi ao longo dos anos sobre Deus com os pastores televisivos. Vamos lá:

1.       Deus é bipolar

Pra não dizer esquizofrênico, digo que aprendi que Deus é bipolar. Afinal, cada um dos quinze televangelistas (os que consegui me lembrar enquanto escrevo) diz que Deus é, pensa e age de um jeito diferente. Uma hora Deus é amoroso e perdoador, na mesma hora, mas em canal diferente, Deus é irado e pronto a nos destruir com requintes de crueldade. Um diz que ele só quer o coração, outro diz que “é tudo ou nada”, ou melhor, com Deus “ou dá ou desce”. Como sei que nenhum deles mente ou fala do que não conhece, a conclusão óbvia é que todos estão certos e, portanto, Deus é, digamos, bipolar. Isso sem contar no discurso dúbio de “graça e alegria” pro pecador e “choro e ranger de dentes” pro já converso.

2.       Jesus é masoquista

Juro que já ouvi “Jesus exultou de alegria naquela cruz” e “Jesus ansiava pela crucificação”. Até entendo o que Max Lucado diz quando fala que “Ele escolheu os cravos”, mas a quantidade de descrições adjetivadas e minuciosas sobre os sofrimentos de Jesus me dão a certeza de que os pastores acreditam que Jesus gostava de sofrer.

3.       Deus já foi de direita, hoje é de esquerda

Na verdade, o que tenho visto ao longo dos anos é que Deus é governista, sempre, de forma irrevogável (oi, Mercadante). Os pastores dizem que devemos orar pelas autoridades (o que é bíblico), mas o que mostram é que Deus gosta mesmo é de um poderzinho temporal. Poucas vezes vi um pastor televisivo reclamando do desmazelo e ineficiência dos governos. Antes, mostram sempre seus melhores ângulos quando suas igrejas são visitadas pelos políticos. Será que rola um cabide de empregos celestial? Acho que sim, pois em toda denominação televisionada, Deus tem seus candidatos escolhidos e maldições prontas pros rebeldes que ousarem desafiar a lei do “irmão vota em irmão”.

4.       Deus não inventou as borboletas

Coitadas, criaturas infernais, crias de Belzebu. Sim, numa dessas matinês vi um pastor explicando como a Nova Era estava usando a Disney para nos encher de mensagens subliminares (que de tão óbvias penso serem sublinhadas) e nos enfeitiçar. Prova de que os desenhos animados trazem a mensagem do capiroto? Sempre há uma borboleta voando quando o personagem corre perigo. Tadinho do Bambi, que além de órfão virou um ser possesso por uma pomba-gira. E o Corujito? Então, não se esqueçam: borboletas são bichinhos do mal.

5.       Deus gosta duma muvuca

Deus é um cara popular, digo mais, popularesco. O Céu deve parecer o Programa do Ratinho nos velhos tempos. A julgar pelos cultos transmitidos, em especial os de extors…, digo, exorcismo, Deus não gosta daquela coisa certinha, ordeira e calma. O pau quebra e o barraco treme quando Deus está presente, foi o que aprendi com a pastorada da TV. Desde os tempos de Davi Miranda que sabemos que o barulho é porque Deus está operando (e sem anestesia).

6.       Deus é surdo

Seria essa uma redundância com o item acima? Acho que não. Mas deixe-me corrigir: Deus é deficiente auditivo (em tempos de politicamente correto, sabe como é, né?). Ocorre que aprendi ao longo de quase duas décadas que é preciso falar alto, repetir mais alto e, por último gritar com Deus para que ele ouça nossos pedidos. Sempre que ouvir a deixa “com mais fé, irmão” é porque naquele dia a coisa tá difícil de chegar aos ouvidos divinos. Encha os pulmões e tente a sorte.

7.       Deus é chantagista

Triste constatação. Mas não tem jeito. Aprendi muito bem explicadinho que Deus dá piti, toma presentes, fica de mal, emburra e, às vezes, até promete ir embora e levar a família com ele, nos deixando na sarjeta da solidão, na rua da amargura, na porta do inferno abraçados com o capeta. Tudo isso se não cumprirmos cada um dos caprichos divinos que os pastores gente fina fizeram o favor de catalogar e nos repassar pra não ficarmos mal na fita com o Poderoso. Coisa parecida com as avós que dizem horrores se não formos todo domingo almoçar na casa delas.

8.       Deus tem problemas em manter sua santidade

Das coisas que aprendi com a pastorada da TV, talvez essa seja a que mais me confundiu de início. Segundo vi e ouvi em anos de programação evangélica, Deus é santo, muito santo, santíssimo. Ok, é bíblico. Até Jesus confirmou isso. Mas essa santidade toda dá um trabalhão. É uma mania de limpeza sem fim. É coisa de limpar as vestes toda semana, a preocupação dos pastores em lavar os pés do povo da igreja em água com colônia de rosas, em vestir um manto sagrado, em se enxugar numa toalhinha abençoada, até em por uma touquinha na cabeça já falam. É como se santidade fosse saúde, mas pra se manter saudável, Deus não permitisse que chegássemos perto antes de tirar todos os germes da roupa, da pele e dos sapatos.

9.       Deus gosta mais dos caçulas

Diz Jesus que Deus é pai, mas os pastores me ensinaram a verdade: Deus é avô. E tem predileção pelos caçulas, pelos novinhos (sem menção à pedofilia aqui, faça o favor). Ocorre que Deus vai perdendo a graça com os assuntos mais antigos, dos pastores e cristãos mais velhos. Deus gosta é de novidades, dos assuntos do momento. Pra que hinos e canções, se a onda agora é louvorzão e baladas gospel? “Deus é jovem” ouvi uma bispa dizer antes de ser presa com dólares na ca…pa da Bíblia. “Deus é dez”, “Deus é da hora”, “Deus é irado” (se bem que faz sentido se lembrarmos que Deus é bipolar) são coisas que aprendi vendo os programas televisivos mais animadinhos. Sem contar que Deus agora tá numa onda de grupinhos que precisa ver. No meu tempo, era panelinha, mas tudo bem.

10.   Deus gosta mesmo é da minha grana

Por fim, algo que me decepcionou em Deus, mas que agradeço aos pastores da TV pela sinceridade com que tratam o assunto: Deus é interesseiro. Lendo sobre Jesus no Novo Testamento, cheguei a ter uma primeira impressão legal de Deus sobre esse aspecto. Mas logo os pastores me contaram a verdade. Se eu quiser alguma coisa com Deus, o jeito mais fácil é molhar a mão do ser divino. Tenho minhas dúvidas agora com o lance de “dono do ouro e da prata”, mas vá saber. Sei que pastor não mente, portanto a coisa a se fazer para conseguir algo de Deus é pagar. Há pastores mais modestos que operam nos 10% regulamentares, mas há alguns que por um pouco (ou muito) a mais conseguem agilizar a bênção. Há taxas específicas, como os R$ 900,00 para a casa própria ou os 30% pra Deus abrir as portas. Mas algumas regalias e favores divinos só funcionam na base do tudo ou nada. Esteja (com o talão de cheques) preparado.

Não sei bem o que fazer com tudo isso que aprendi sobre Deus com os pastores da TV. Alguma dica?

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Dez coisas que aprendi sobre Deus com os pastores da TV

37 Comentários

  1. Eric disse:

    é um texto horrivél, certo que quem fez foi um baita de um ignorante, que ñ conhece a palvra de deus e também nunca leu a biblía. E inclinou seus ouvidos apenas para as coisas que le chamaram atenção

    • Vívia Miranda disse:

      Ele foi um tanto sarcastico ao escrever o texto e totalmente realista enquanto as suas ‘observações’ que lhe chamam atenção como você disse, mas com certeza  Eric, você faz alguma pratica relativa a uma das Dez coisas (risos), por isso o comentario defensivo, paciencia né, a quem dê seus 10% , assista esses programas(alienação) e ache que ta dboa com Deus #VergonhaAlheia

    • Tom Fernandes disse:

      Eric, em que consiste a horrívelidade do meu texto? Ou a minha ignorância? Gostaria de saber qual a diferença entre “não conhecer a palavra de Deus” e “nunca ter lido a Bíblia”. 

      • Jennifer disse:

        Gostei bastante do post… aushaush…

        Acho q o titulo do poste é “Dez coisas que aprendi sobre Deus com os
        pastores da TV” e não “Dez coisas que aprendi sobre Deus lendo a biblia”
        neah?!

        Só não entende e não gosta quem infelizmente faz parte desse mundo #tristefato

        “ouvi uma bispa dizer antes de ser presa com dólares na ca…pa da Bíblia.” aushaushaush… #rimuuuito

    • Carlos Alberto disse:

      Horrível realmente é este seu português Eric! Pelo seu comentário, já deu prá perceber porque você achou o texto “horrível”; é que você não conseguiu entender nada. É de bom alvitre aprender a ler antes de avaliar o texto como “horrível” e o autor como “ignorante”. A imensa maioria dos que taxativamente “não concordam e “metem o pau” é constituida por analfabetos funcionais que simplesmente não conseguem discernir A Palavra de Deus da “palvra de deus”.

      Luz prá sua cachola obtusa.

  2. Eliza disse:

    Pessimo texto. 

  3. Vmgili disse:

    FANTÁSTICO O TEXTO! CEGO É O RELIGIOSO OBTUSO E TENDENCIOSO QUE NÃO ENXERGA ISSO!

  4. Professor H disse:

    Assista ao canal “Novo Tempo” (Sky  17 ou 141) e descubra o que a Bíblia, não pseudo-pastores, tem a dizer sobre Deus.

    • Jenerson Alves disse:

      Concordo com você. A TV Novo Tempo (e o Sistema Adventista de Comunicação como um todo) é um dos raros exemplos de utilização positiva da mídia para pregação da Palavra, com compromisso e seriedade, sem os apelos comerciais e mercadológicos inerentes aos ditames da Teologia da Prosperidade.

      Escutar as mensagens trazidas por pastores como Luís Gonçalves e Fernando Iglesias, por exemplo, nos aproxima da vontade de D-us para a nossa vida. Escutar canções de músicos como Leonardo Gonçalves, Laura Morena, Tatiana Costa, Arautos do Rei e Ronaldo Fagundes enlevam a alma, ao contrário dos cânticos que servem para fundamentar a Teologia da Prosperidade.

      Há, ainda, o programa “Verdade e Vida”, transmitido pela Rede TV, com apresentação do reverendo Hernandes Dias Lopes, que também serve como bálsamo para a alma.

      Em contrapartida, esses pastores que sentam-se no santuário de D-us, mas são contra a tudo o que Ele ensina, devem ser motivos de nossas orações, a fim de que o Senhor aja de acordo com a Sua soberana vontade e mostre a nós todos o que deve ser feito.

      Por fim, quero enaltecer a existência de espaços como o Pavablog, que serve de voz profética nessa nação – tão contaminada por “pseudo profetas clientelistas”. Nomes como Caio Fábio, Ricardo Gondim e Ed René Kivitz, em minha singela e peculiar opinião, também figuram como imprescindíveis no ambiente virtual, por promover propostas salutares de entendimento e consciência do Evangelho, em contraponto àqueles que mercadejam a fé.

      Quanto a nós, apenas semeemos, confiantes que Ele fará aquilo que não pudermos.

      Abraço fraterno.

  5. Túlio disse:

    Excelente texto, muito bem escrito e vergonhosamente verdadeiro, para mim que creio no Evangelho da Cruz, salvação pela Graça, pregação da Palavra pura e simples e outras “coisinhas” que estão fora de moda atualmente na maioria das igrejas e dos programas de tv desses “pastores” televisivos.
    O que ainda me consola em relação a isso é que assim como a verdadeira Igreja está inserida (e muitas vezes acuada) dentro dessas igrejas, há ainda alguns programas que teimam em permanecer fiéis A Palavra.
    Uma coisa é certa. TODOS prestaremos contas! E mesmo sabendo que a minha já é bem alta, eu quase sinto pena de alguns “tele-pastores” neste momento.

  6. Johanna disse:

    Deus é um cara cansado com 24 horas de serviço diário e para toda a eternidade, ao que me parece, no céu não existem leis trabalhistas ‘-‘
    Acho que ele não teria mandado G-zus pro sacrifício se ele tivesse afim de auto-promoção… Deixemos o pai descansar e vamos cuidar das nossas vidinhas 🙂 Os tele-pastores já são outra história, cada um faz a caricatura que melhor lhe cabe de Deus, mas nem eu, nem você e nem tua vó viu Deus. Mesmo assim eles afirmam com convicção a melhor maneira de servir ao senhor e às vezes pouco vale a boa intenção quando se é ‘caridoso’ ($$$)

  7. Rogerio augusto disse:

    Mas que texto mais bacana viu, me garantiu bons momentos de riso, e por fim, concordo com tudo, Obrigado

  8. Rogerio augusto disse:

    Mas que texto mais bacana viu, me garantiu bons momentos de riso, e por fim, concordo com tudo, Obrigado

  9. Rubens Ayres disse:

    Quer aprender sobre Deus? Leia (estude) a Bíblia e VIVA a Palavra.

  10. Aline disse:

    Gostei muito do texto, apesar de ser uma triste verdade.

  11. tito monteiro disse:

    ” Deus gosta mesmo é da minha grana”. Tb tenho ouvido que quem não dá o dízimo é amaldiçoado com a maldição de Malaquias 3:8-10 e tb quem dá o dízimo não consegue viver em paz e nem ser abençoado com bênção sem medida. Então Deus é meu torturador ?É meu carrasco ? Dá a quem não merece e não dá a quem dá ? Afinal de contas…não sei o que dizer, travei…tito from brasília.

  12. Giovanipiva disse:

    AMÉM IRMÃOS… HEHEHEHEH BOM DEMAIS O TEXTO !  

  13. Carlos Alberto disse:

    A dica sobre o que fazer com estas informações é a seguinte: mantenha-se a uma distância bem segura desse pessoal. Estes programas, ao meu ver, são por si só, um “tiro pela culatra” ou seja, são uma denúncia clara de quem estes mercenários são e a que vieram.

    Como sempre a alienação perpetrada é tão profunda que as pessoas conseguem – apesar da obviedade da intenções escusas – sairem em defesa dos indefensáveis. E a argumentação é aquela mesma de sempre, manjada, repetitiva, porque gênio criativo é próprio daqueles com mente livre e espírito solto. Fanatismo, fanatismo, fanatismo… Asco, asco, asco…

    Belíssimo texto; ácido, simples, irônico, leve e, sobretudo, incisivamente verdadeiro.

    Carlos Alberto-Pr

  14. Os caras na tv falam muita coisa, a maioria delas tem argumento ruim e tenta ser de apelo fácil… o Lula é mestre nisso, as vezes fala besteira também, mas acho que é mais coerente do que todo esse pessoal gospel na tv. Com raras excessões, já vi o programa do pessoal do novo tempo (de bom gosto), o resto é bablação pra te convencer a patrocinar os seus programas, egos e carrões, alguns tem até aviões. Acorda galera, temos que nos descontaminar com essa teologia conhecida como neo-pentescostal, profética e que busca a prosperidade como objetivo maior. Voltemos ao primeiro amor… a justiça, ao amor ao próximo, a graça de Deus, a confissão e perdão de pecados através de Jesus Cristo. O resto é babozeira gospel.

  15. Paulo R. Frederico disse:

    Meu amigo, é revelador o teu aprendizado. Deus bipolar, não ele é mais, no minimo tripolar

  16. Ricardo disse:

    Causa: “Muitos homens se passam por sábios graças à ignorância dos
    outros.”

  17. Sergiogleria disse:

    Não conheci uma pessoa decente que peça algo em troca de seu amor e de sua fé. Quem ama e tem fé já é recompensado por Deus.

  18. Marinasgomes disse:

    Concordo com Sr.Rubens Ayres.Aprenda sobre Deus o Todo Poderoso e Jesus Cristo o Rei da Glória atrvés da Bíblia Sagrada.”De Deus não se zomba, com o diabo não se brinca, Inferno existe.Entregue sua vida à Jesus.Deixe o Espírito Santo trabalhar em si.Dê uma oportunidade à Deus para você o conhecer e saber a Verdade de verdade…….

    • Carlin disse:

      Esta é a mentalidade da imensa maioria dos evangélicos: deus taciturno e mau humorado que se não for obedecido em seus caprichos se mostra intolerante e ameaçador; um Diabo implacável que impõe medo e terror; resultado: opressão, depressão, angústias, tristezas, sentimento de abandono e desamparo, dificuldades profundas em discernir a Luz da escuridão, posto que deus e o Diabo (no imaginário religioso) são bem semelhantes em seus humores satânicos e cruéis.

      No texto, senhora Marinasgomes, o autor não zomba de Deus e não brinca com o Diabo, ele apenas ridiculariza os deuses-pastores e os diabos-pastores. A sua dificuldade foi que a senhora confunde Deus com as manifestações realizadas em nome de Deus, mas que de Deus só possuem o nome; São estes os que (como sempre fazem) tentarão se auto justificar dizendo: “em teu nome expulsei demônios, profetizei e fiz MUITOS milagres… e Ele lhes dirá abertamente: não vos conheço.

      A soletração do nome J.E.S.US não faz de ninguém discípulo Dele.

      Abandone as ameaças; pare de buscar a Deus movida pelo medo ( por este motivo a senhora nunca o encontrou); deixe de viver a vida em fuga do inferno… encha o coração de paz, serenidade, tranquilidade, perdão e Amor.

      Expila estes rancores estranhos…

      Com Amor, compaixão e profundo respeito:
      Carlos Alberto-Pr

  19. Jonas A disse:

    Muito boa a descoberta, também já descobri algumas coisas durante meus 66 anos. Uma delas é que a maioria dos pastores estão mais interessados no que você tem do que no que você é, embora ensinem o contrário.

    • Paula Thaiara disse:

      Jonas, sabia que seu nome é biblico? hehe Jonas foi um homem desobediente, mas ainda bem que reconheceu seu erro. Deus permitiu que ele afundasse e fosse engolido por um grande peixe. Mas quando Jonas orou se arrependendo da desobediencia Deus o perdoou. “Ainda bem que Deus é bipolar né?” Se não, teria deixado ele morrer dentro do peixe! Enfim, o que eu quero lhe dizer segundo o seu comentário (concordando com essa pessoa que zomba de Deus) é que os pastores são propensos á qualquer tipo de corrupção. Eles podem mesmo esta mais interessados no que vc tem do que no que vc é “porque nem todo aquele que diz Senhor Senhor entrará no Reino dos céus”. Fica tranquilo! Eles podem não se importar, mas Deus se importa com o que vc é, e não com o vc tem! Pq até o que vc tem foi ele quem te deu!

      • Ali não houve qualquer zombaria a seu deus e sim aos ditos representantes dele na terra. Você fala para que o cara leia a biblia pra tentar entender do que se trata realmente essa tal divindade mas se você mesma não conseguiu entender um texto tão simples, não estará se deixando levar pelo que te dizem, já que o livrinho preto é incrivelmente subjetivo e metafórico? Ele é com certeza muito mais dificil de se compreender do que o objeto da discussão…

  20. Paula Thaiara disse:

    Vejo que vc não assiste só televisão mas fica 24 hrs procurando a falha dos outros em todo lugar: David Miranda não tem pacto nenhum com televisão! Porque está falando dele? Cuidado viu?! Está mechendo com a pessoa errada! E só frizando o que o Rubens disse, se vc quiser aprender sobre Deus peça ao Espírito Santo que lhe ajude e dê discernimento e pronto! Pode ler a biblia, pelo menos se vc aprender errado não vai ficar culpando os outros…

  21. ELIZANA disse:

    DEUS É O QUE SUA PALAVRA REVELA E NÃO AS ASNEIRAS QUE UM ILETRADO TOMA CONCLUSÕES POR CONTA PRÓPRIA MIRANDO EM PARTES FRAGMENTADAS. PEÇA O ESPÍRITO SANTO DE DEUS E ESTUDE A BIBLIA QUE SABERÁ QUEM É DEUS VERDADEIRAMENTE.

  22. Lorru santos disse:

    minha dica você teve os piores professores de Deus,ja se perguntou se Deus realmente estava envolvido nisso,

    estude:
    Challes spurgion
    jônatas Edword
    Francisco de assis
    etc……………………

    mas parabens por conseguir lembrar disso tudo

  23. Celiadias2009 disse:

     Meu amado, não brinque com as coisas Santas.A Bíblia nos afirma que iremos prestar contas de tudo que falamos. Portanto amigo as coisas de Deus são santas; e não se deve brincar com  isso, vc pode pagar um preço  muito alto por isso. leia a Bíblia peça a Deus para te esclarecer, póis Deus não tem o culpado por inocente.

  24. Ramon martins disse:

    Achei o texto muito legal, dei boas risadas, só que a maioria do povo ou é ignorante, ou é tão religioso quanto os fariseus do tempo de jesus, que matavam em nome de Deus.

Deixe o seu comentário