‘Acordei em país ditatorial’, diz pastor de painel contra gays

A Justiça de Ribeirão Preto, interior de SP, determinou a retirada de um outdoor considerado homofóbico. Foto: Defensoria Pública de SP/Divulgação

Publicado no Terra
.
Em entrevista ao site Portal Cristão News, o pastor Antônio Hernandez Lopes, da Casa de Oração de Ribeirão Preto (SP), lamenta a decisão da Justiça de, a pedido da Defensoria Pública do Estado, retirar um outdoor considerado homofóbico.

O painel, carimbado com o apoio da casa evangélica, continha três citações bíblicas, entre as quais um trecho do Levítico que sustenta que “se também um homem se deitar com outro homem, como se fosse mulher, ambos praticaram coisa abominável”.

“Não estou chorando porque estou com medo. Estou chorando porque estou vendo uma igreja morta! Dormi em um país democrático e acordei em um país ditatorial!”, protestou o pastor, que diz agora estar acessível apenas a fiéis. “O fone da igreja eu desliguei. Só mantenho o fone pessoal celular no qual eu atendo as ovelhas.”

A decisão da Justiça ocorreu dois dias antes da realização da 7ª Parada do Orgulho LGBTT (Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Transgêneros) da cidade, que aconteceu no domingo, e determina multa de R$ 10 mil para cada ato de descumprimento da decisão.

Procurada pelo Terra, a Nóbile Painéis, responsável pelo outdoor e também citada pela Defensoria, disse que não comentaria o assunto.

Foto: Defensoria Pública de SP/Divulgação

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for ‘Acordei em país ditatorial’, diz pastor de painel contra gays

19 Comentários

  1. Wangs::. disse:

    Decisão arbitrária da justiça. O Evangelho já é confrontador, porque seguir nessa abordagem evangelística agressiva? Temos opções.

  2. Hananny Sousa disse:

    Ele não deixa de ter razão, afinal, são trechos bíblicos expostos. 

    Mas perde-a se ficar ofendido com as mensagens dos ateus em ônibus e outdoors. Duvido que não fique. É típico de crentes como ele condenar com um certo prazer um pecador, como se ele também não o fosse. Que nem aquela passagem que Jesus conta, na qual dois homens estão estão no templo: um se gabando de não ser pecador como outro, o qual, por sua vez, ajoelha-se e pede perdão pelos seus pecados. E é o segundo que é ouvido por Deus.

    Eu ainda diria que, se ele concorda literalmente com a passagem de Levíticos, ficaria mais bonito ignorar esta e publicar apenas o último versículo. Mas a sua preocupação é condenar os gays, visto que o versículo que os condena vem primeiro e  está bem mais destacado que o que oferece perdão.

    • Anônimo disse:

      É, se fosse no começo de maio, antes do dia 8 e ele aparecesse com um:
      “Mulheres, sede submissas aos vossos maridos, como convém no Senhor”

      – Colossenses 3:18
      ou
      As mulheres devem ficar caladas nas assembléias de todas as igrejas dos santos, pois devem estar submissas, como diz a lei.

      – I Coríntios 14:34

      ou

      Se a mulher trair o seu marido, ela será feita em objeto de maldição pelo Senhor, sua coxa irá descair e seu ventre inchará.

      – Números 5:20-27

      Isso num é sociedade democrática que você quer viver meu senhor, é sociedade da BAIXARIA usando bíblia e a religião como desculpa para ser escroto.

  3. Que dó, que dó, que dó! Nenhuma liberdade está acima da dignidade da pessoa humana, foi só isso que “mudou”, pastor boca-aberta!

  4. O próximo passo é queimar as Biblias…

  5. Não vejo agressão em escala alguma, agora ferrou mesmo… não poder expressar sua fé em um País que se diz laico. digo e repito aos quatro cantos, ninguém é obrigado a gostar e concordar com qualquer coisa que seja. Seja desejo sexual, cor, animal, programa de tv, esporte, ou qualquer gosto exigente… Sou espírita e minha fé sempre é bombardeada pelas demais religiões que se denominam detetoras da verdade, algumas críticas agressivas e desrespeitosas que de fato, devem ser combatidas. Mas outras críticas bem pertinentes, se considerarmos a base religiosa e a fé na qual a pessoa foi criada, apesar de não concordar com o  outdoor e com muitas observações feitas contra minha doutrina, tenho discernimento da manifestação religiosa em todos os aspectos sociocultural…  
    A única coisa nesse mundo que se deve cobrar é o respeito… fora isso, ninguém deve nada ao outro!!!!!!!!!
    Então, vamos aprender a respeitar a liberdade de expressão.

  6. Sergiogleria disse:

    Pobre daquele que discrimina em nome de Deus. Pobre, também, aquele que segue os que discriminam em nome de Deus…

  7. Anônimo disse:

    Se vocês acham que isso é perseguição, então nem posso imaginar o que é ser perseguido na época de Jesus… Vamos ver o que acontece daqui pra frente… Penso que a Igreja deve dar menos atenção a esse pecado e se preocupar com miríades de outros dela mesma que ferem integralmente o Nome de Jesus e a pregação das Boas Novas…

  8. Edmilson Silva disse:

    Tbm concordo. Essa forma parece mais confrontadora do que evangelística. Apontar a ferida é fácil, quero ver passar óleo (remédio). 

  9. miriam disse:

    Em II Timóteo 2:9 “pelo qual estou sofrendo algemas como malfeitor;contudo, a palavra de Deus nã está algemada” – A palavra nunca esteve…não está e nunca estará algemada. e Romanos 8:31…”Se Deus é por nós quem será contra nós” – Nada pode contra a palavra… as pessoas não entendem que não é pastor…não é igreja…não é doutrina… é a Palavra que diz isso…quem é contra a Palavra é contra Deus.Não adianta ficar grupos daqui e dali se levantar…contra Deus não vale encantamento.

  10. @osmarzanini disse:

    Na fala de Tancredo Oliveira 15 horas atrás ele começou dizendo:Não vejo agressão em escala alguma, agora ferrou mesmo… não poder expressar sua fé em um País que se diz laico. digo e repito aos quatro cantos, ninguém é obrigado a gostar e concordar com qualquer coisa que seja!Pois digo ainda, onde está o direito a manifestação de pensamentos, crença etc. Que dessem ao Pastor o mesmo direito que aos que marcharam a favor da maconha ou da homossexualidade. Ainda pior que o Pastor não inventou nada, fez sua manifestação pautada em trechos Bíblicos. Sei, sei, jogam pra torcida e pros diabos a Constituição. Quando o reflexo disto bater a porta dos que hoje somente querem IBOPE, será tarde para chorar pelo leite derramado.   
    – Se protegemos demasiadamente um seguimento ou parte da Sociedade, desequilibramos e desarmonizamos todo o Contexto Social!

  11. Charles disse:

    Notaram que o outdoor não tem nada mais nada menos que exclusivamente textos bíblicos? Não se trata de censurar a opinião de alguém em particular. Estão censurando a Bíblia. A Igreja que publicou o outdoor não é autora dos textos (talvez esses “defensores dos direitos” quisessem processar e prender Moisés, Lucas e Paulo por “homofobia”). O PLC 122 já prevê penas para quem ler certos trechos da Bíblia em público (a Marta está abrindo mão deste detalhe para tentar aprovação do restante junto aos evangélicos, mas mantém a proibição de certos textos bíblicos na TV, ou seja, contraria o princípio de não retirar nada da Palavra). A leitura (incluindo a pública exposição) de um texto bíblico é um ato religioso que deveria ter proteção do Art 5 da Constituição (liberdade de culto). Por que este defensor – de quem? do público é que não é – e estes “movimentos” lutam tanto pela liberdade de expressão de uns ao mesmo tempo que querem calar outros, só por serem contrários às suas opiniões. Que democracia é esta? Não crê na Bíblia? Direito seu. Discorda? Direito seu. Mas não é direito seu calar, proibir outro de se expressar. Pq não fizerem outro outdoor ao lado deste, com argumentação contrária? Esse negócio de censura lembra AI5, Cuba, URSS. E ainda tem cristão (?) apologeta (de araque) que aplaude essas atitudes. Se a palavra de Deus não é suficiente leiam Voltaire: “posso discordar de todas as vossas palavras, mas defenderei até a morte vosso direito de proferí-las”.

  12. João Tertuliano. disse:

    Hoje em dia o que se ouve é falar de opsões prá se pregar o evanglho,o que estar faltando na verdade,é coragem! homens como o profeta João Batista que denunciava o pecado da sociedade,dos governantes,e dos proprios reis,está cheios de fracotes se dizendo pastores,que já fizeram suas opsções, irão na verdade é ouvir da boca do Senhor Jesus,Apartaivos de mim malditos para o fogo eterno! porque nunca os conhecí

  13. José Márcio disse:

    Bem aventurados os que diminuem as sagradas escrituras ou mesmo o nome de Deus em favor da felicidade alheia e do amor incondicional, pois deles é que é o reino dos céus!

Deixe o seu comentário