Estações

Carol Celico

Mais um tempo passou e agora é hora de compartilhar e transformar em palavras alguns dos pensamentos e ideias que estão dentro de mim.

Vejo que a vida tem sido constantemente uma linha em curvas,  onde sabemos que seguimos em frente, mas por caminhos que não controlamos. E dependendo de onde paramos para enxergar a rota que devemos seguir, a dimensão e o foco das coisas podem mudar de uma hora para outra.

É como se também mudássemos de estação. O tempo passa e a mesma paisagem pode estar mais fria, mais quente, mais florida, ou perdendo aos poucos as suas folhas. Isso acontece porque mudamos os planos, aceitamos novas ideias, rejeitamos velhos ideais, nos adaptamos a novos acontecimentos e mudamos mais um pouco.

Alguns ciclos precisam terminar para criarmos espaço para algo novo começar. Mas nada se interrompe, tudo continua, e sempre de um jeito cada vez mais novo. É como uma aliança, compromisso de seguir sem pausas, mesmo com todas as mudanças que nos obrigam a mudar nossas paisagens.

É difícil definir como podemos chamar essas nossas “estações”. Um novo tempo? Um novo ciclo? Eu creio que é um novo jeito de continuar. O infinito não significa que se deve ser o mesmo o tempo todo. Significa que temos que passar por todas as mudanças e transformações e continuar perseguindo a nossa trajetória com o mesmo desejo genuíno de simplesmente seguir em frente com as nossas escolhas.

As estações nos dão passagem para amar, esperar, acreditar, adaptar, aproximar, perdoar. São tempos passados com novas rotinas, novos diálogos, novos sentimentos. Às vezes mais fortes, mais sinceros, menos egoístas, menos falsos, mais profundos, mais maduros, melhor compreendidos e mais legítimos.

Minha estação passou para uma nova começar. Talvez agora mais colorida, com novos objetivos, novos auges, novas ideias. As dúvidas já se espalharam pelo chão e a verdade vem desabrochando aos poucos. O calor do carinho se aproxima, a frieza de alguns limites vão derretendo, e a vontade de estar mais perto vem chegando para iluminar um novo tempo que em qualquer estação, me liga cada vez mais ao caráter do meu Único, meu Criador, onde repousa o meu coração.

fonte: Tumblr da Carol Celico

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Estações

2 Comentários

  1. Habilidosa pena. Boa jornada de maturidade espiritual, Carol.

  2. Carlin disse:

    E viva a liberdade!!! Nada como um Espírito livre para nos estimular e nos fortaleçer na caminhada. Nada como uma mente desensofismada para produzir, em poucas palavras, A Verdade. Lindo texto! Edificante texto! Meu Deus que alegria! “Que os céus destilem o orvalho e que as nuvens sobre nós chovam justiça, que a terra se abra e deixe nascer A Salvação.”

    Que se multipliquem entre nós almas assim!

Deixe o seu comentário