Universitário americano tira ‘férias’ lutando como soldado voluntário na Líbia

Agência Pavanews, com informações de Christian Science Monitor
História melhores férias de verão sempre

Quais foram as suas melhores férias de verão? Para Chris Jeon, 21 anos (foto), e prestes a se formar em matemática pela universidade norte-americana UCLA, isso inclui voar para a Líbia e lutar ao lado dos rebeldes.

Jeon disse que comprou uma passagem só de ida para o Cairo, de onde atravessou a fronteira da Líbia. Sem saber uma palavra de árabe, o estudante usou linguagem de sinais e um pouco de italiano para se comunicar com os rebeldes líbios.

Ele conta que foi recebido de braços abertos e ganhou um nome honorário: Ahmed El Saidi Maghrabi Barga. Também explica que não precisou gastar um único dólar, já que a população do país tem fornecido comida e abrigo a todos os soldados rebeldes.

O universitário chama a revolta da Líbia de “uma das poucas revoluções verdadeiras”, e planeja voltar para casa logo que ajudar os rebeldes a tomar a fortaleza de Sirte, último refúgio do ditador Gadafi.  Afirma ainda não estar preocupado com as próximas batalhas. “Eu acredito no destino”, afirmou, esclarecendo que não teme “morrer antes da hora certa”.

Ironicamente, seu único temor é que seus pais descubram o que ele fez, uma vez que saiu de férias sem dizer para onde ia. As férias de Jeon têm data para acabar: final de setembro, pois em outubro suas aulas recomeçam. Caso Gadafi caia antes disso, ele acredita que pode antecipar sua volta aos Estados Unidos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Universitário americano tira ‘férias’ lutando como soldado voluntário na Líbia

Deixe o seu comentário