Marchas contra corrupção acontecem por todo país

Mobilização para manifestação foi feita pelas redes sociais (Foto: Divulgação)Consultor de organizações sociais, Adilson Correia da Silva é conhecido no Facebook como Adilson Di. Em meados de agosto, ao perceber a movimentação nacional contra a corrupção, ele se ofereceu para criar uma página em Porto Alegre de um movimento que ganhou corpo na internet, o Caras Pintadas Contra a Corrupção.

Em entrevista à Zero Hora, ele mostra indignação com os excessos de parlamentares e questiona a tomada de atitude da população. Adilson explica ainda como a manifestação tomou forma. Confira trechos:

ZH — O que motivou o senhor a ajudar a organizar uma mobilização pela internet?
Adilson —
 Depois dos caras pintadas (no governo Collor) e das Diretas Já, nunca mais vi nenhum outro movimento de indignação da juventude contra as coisas que acontecem no país. A corrupção se instalou em todos os níveis e ninguém diz um basta. Ninguém vai para a cadeia. A gente conversa com as pessoas e pergunta: “Ninguém vai fazer nada?” E ninguém faz nada.

______________________________________________

Estão previstas manifestações contra a corrupção em outras 19 cidades: Campinas, Santos, Matão, e Itu (todas em São Paulo); Belém e Marabá (PA); Petrópolis (RJ); Belo Horizonte e Uberlândia (MG); Goiânia (GO); Recife (PE); Salvador (BA); Vitória (ES); Cuiabá (MT); Campo Grande (MS); Porto Alegre (RS); Curitiba e Londrina (PR); e Jaraguá do Sul (SC). Nestas cidades, os protestos também foram organizados pela internet.

A expectativa é que mais de 75 mil pessoas vão às ruas neste feriado para protestar, considerando apenas os eventos mobilizados nas redes sociais.

A Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e a Associação Brasileira de Imprensa (ABI) manifestaram apoio à Marcha contra a Corrupção.

As entidades dizem que a manifestação será uma oportunidade para buscar apoio popular a causas como o fim do voto secreto no Congresso Nacional, a redução de cargos comissionados, a transparência dos gastos públicos e a declaração imediata da constitucionalidade da Lei da Ficha Limpa, que aguarda julgamento definitivo no Supremo Tribunal Federal (STF).

_____________________________________________________
Cerca de 25 mil pessoas, segundo cálculo do comando da Polícia Militar do Distrito Federal, participaram da Marcha contra a Corrupção na Esplanada dos Ministérios durante o desfile de comemoração do 7 de setembro.

Organizado por meio de redes sociais na internet, o protesto atacou a absolvição da deputada Jaqueline Roriz (PMN-DF), o voto secreto no Congresso, os recentes escândalos de corrupção no governo da presidente Dilma Rousseff, a aplicação da Lei da Filha Limpa, e até o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Ricardo Teixeira.

Vestidos de preto e com narizes de palhaço, os manifestantes levaram instrumentos, faixas e cartazes com frases de protesto. Evitou-se o uso de referências partidárias.

— Voto secreto, não, eu quero ver a cara do ladrão — era um dos gritos em referência à recente absolvição, em votação secreta, da deputada Jaqueline Roriz pelos colegas de Câmara.

A rede social Facebook foi a principal ferramenta de convocação do protesto, lembrou Luciana Kalil, 30, da organização da manifestação.

______________________________

Ao término do desfile de 7 de setembro, comemorativo ao Dia da Pátria, um outro grupo tomou a Avenida Loureiro da Silva, no Centro de Porto Alegre, para marchar em protesto contra a corrupção. Mobilizados pela internet, centenas de manifestantes se chegaram logo após o meio-dia.

Segundo a Brigada Militar, quando saíram do ponto de encontro, os manifestantes somavam cerca de 300 pessoas. Depois, com gritos de protestos, começaram a chamar para a passeata quem assistia ao desfile cívico e agregar novos integrantes à marcha.

— Você aí parado também é explorado — gritavam os manifestantes.

Ao chegar no Monumento ao Expedicionário, no Parque Farroupilha, a marcha já contava com cerca de mil pessoas.

Um princípio de tumulto foi registrado por alguns minutos quando a Brigada Militar e a Polícia do Exército tentaram impedir a passagem da marcha pela avenida porque nem todas as autoridades haviam deixado a pista ainda. Mas a confusão foi logo controlada. Ninguém ficou ferido.

_______________________________________

Cerca de 300 pessoas participaram da Marcha contra a Corrupção em Belém na manhã desta quarta-feira. O número de manifestantes foi menor que o esperado, segundo a organização do evento. Além de criticar a corrupção no País, o movimento serviu de alerta contra as obras da usina hidrelétrica de Belo Monte e contra a divisão do Estado.

Além de estudantes, a Marcha contra a Corrupção em Belém reuniu membros de movimentos sociais e da Igreja Católica, que realizaram o Grito dos Excluídos, cujo tema este ano foi “Pela Vida Grita a Terra… Por Direitos, Todos Nós”. Os protestos foram realizados nas proximidades da avenida Presidente Vargas, onde ocorreu o desfile de 7 de Setembro.

No início da tarde, os manifestantes colocaram adesivos em veículos com mensagens contra a corrupção no Brasil e no Pará. “Esperávamos mais pessoas. Mas, infelizmente, o maior inimigo do Brasil é o próprio brasileiro que não participa de ações como essa”, disse Bruno Toscano Franco, um dos organizadores da Marcha contra a Corrupção em Belém.

_________________________________________

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Marchas contra corrupção acontecem por todo país

2 Comentários

  1. Newton disse:

    Sou a favor da democracia, não pretendo cometer o mesmo erro do passado com a desculpa do avanço comunista, como pode existir isso, se o próprio PT esta privatizando, um partido que quer fazer a revolução comunista iria estatizar.
    Querem tirar o PT, façam isso no voto, ai terão meu apoio, mas também nunca mais irei votar no PSDB, DEMOCRATAS, PMDB e partidos de cunho puramente religiosos.
    Amo meu país sou nacionalista, acredito no estado e no exército forte.
    Querem combater a corrupção, ai temos que fazer uma mudança cultural profunda, vocês acham que a corrupção foi inventada agora, ela sempre existiu desde da colônia até os dias de hoje, fernando Collor quase acaba com nosso país e ninguém pediu intervenção, o PSDB na figura de FHC quase acaba com esse país, vendeu a VALE a preço de banana, não investiu em nada em energia, na educação, segurança, infra-estrutura e saúde e ainda foi uns dos pedidos mais corruptos e mais fechados do país e não pediram intervenção Militar se a gente esta sabendo sobre a corrupção do PT é porque eles deram mais liberdade ao judiciário, vocês podem não gostar, mas foi no governo do PT que mais investiu em educação, saúde, infraestrutura e energia de todos os partidos depois da ditadura. Não tenho vergonha de dizer que votei em Lula, mas hoje não voto mais no PT. Não entendo mesmo esse ódio contra o PT é estanho. Agora pergunto qual é a culpa do executivo federal em relação a segurança, pelo que sei a PM e a policia civil é de responsabilidade do executivo estadual, qual a culpa do transporte publico, pelo que sei é do executivo municipal e estadual, qual a culpa do executivo federal dos desvio de verbas públicas destinadas ao executivo estadual e municipal em relação a educação e da saúde. O MAIOR CULPADO DA CORRUPÇÃO É DO POVO, que não quer participar do processo democrático só reclamam, mas não cobram, pelo menos se lembram dos políticos que votaram. Parem de colocar o nome de Deus nessa marcha, pelo que sei Deus prima o livre arbítrio e abomina qualquer tipo de intervenção na nossa liberdade. Lembrem-se o maior dom depois da vida é a liberdade. Sou sim a favor de uma marcha contra a corrupção,mas não sou louco de pedir uma intervenção militar, ou vocês acham que eles vão entregar o poder depois da intervenção, só se estiver tudo combinado com um grupo ai é golpe. Tirar um(a) presidente eleito pela vontade da maioria popular pela força é tão criminoso quanto a corrupção é rasgar a constituição é traição ao país e a república.

  2. tiao disse:

    Esta marcha nada mais é do que um sonho que alguns(felizmente)têm em voltar ao passado.Um passado de trevas que fez o país cair em um regime autoritário e assassino.Se estão propondo um golpe,se preparem pois vai haver reação,não vai ser a moleza que foi em 64 .Tenham certeza.” No Passarán.”

Deixe o seu comentário