Myrian Rios ‘leva’ Deus para a Alerj e nada aprova

Publicado originalmente em O Globo

No gabinete 201 da Assembleia Legislativa do Rio, as imagens de São Miguel Arcanjo e de Nossa Senhora de Fátima, além do inseparável terço ao lado da xícara de chá sobre a mesa, não deixam dúvidas: a cadeira é ocupada pela “missionária deputada” Myrian Rios (PDT), como é conhecida pelos colegas de parlamento.

Integrante há pelo menos oito anos do Movimento Católico da Renovação Carismática, na comunidade Canção Nova, a atriz e apresentadora de TV, de 52 anos, recorre à fé e à religião na nova profissão. Porém, o fervor não é o mesmo quando se trata de cumprir as obrigações do primeiro mandato.

Dos 20 projetos de lei propostos por Myrian Rios, nenhum chegou sequer a ser votado em plenário, mesmo ela pertencendo à base do governo, maioria na Casa. Apenas oito deles passaram por análises na Comissão de Constituição e Justiça, presidida pelo aliado Rafael Picciani, do PMDB, e continuam em tramitação em outras comissões.

Entre as ideias de Myrian, estão a criação do Programa de Resgate de Valores Morais, Sociais, Éticos e Espirituais no Estado do Rio. Tem também projetos de lei que estabelecem o Dia do Gestor Ambiental e o Dia do Ferroviário. Mas, segundo ela, um dos mais importantes trata da reserva de vagas de emprego em órgãos públicos estaduais para adolescentes que passaram por medidas disciplinares.

dica do Alexandre Melo Franco Bahia

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Myrian Rios ‘leva’ Deus para a Alerj e nada aprova

Deixe o seu comentário