Mestre Yoda é o pivô de um processo judicial

Uma garçonete do “Hooters” processa seus empregadores por causa do Mestre Yoda.

Esta é uma das notícias mais fantásticas que já publicamos.

Jodee Berry, de 26 anos, abriu um processo contra seus patrões, os donos do estabelecimento “Hooters”, onde ela trabalhava.

A alegação? Bem, os chefes prometeram a ela um Toyota (ou seja, um carro) novinho em folha se ela vencesse um concurso de vendas de cerveja ao longo do mês de abril. Sabemos que o trabalho de garçonete é desgraçadamente difícil e cansativo, então deduzimos que ela deve ter trabalhado o triplo do normal para conseguir a cota que almejava.

No fim do mês, ela venceu e, então, foi levada por seus patrões até o estacionamento, onde ganhou um Yoda de brinquedo, ou em bom Inglês, um “Toy Yoda”.

Entenderam? “Toyota”, “Toy Yoda”. Fizeram um jogo de palavras com ela, pois a pronúncia é a mesma.

Assim, todos deram boas gargalhadas, exceto por Jodee, que ficou tão enfurecida que pediu demissão e abriu um processo contra seus antigos empregadores.

Ainda não sabemos se o Mestre Yoda será chamado ao tribunal para testemunhar.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Mestre Yoda é o pivô de um processo judicial

Deixe o seu comentário