Mais uma bizarrice da bancada religiosa: o alvo agora é o carnaval

João Pedro Accioly, no blog dele

Incomodados com os lemas das campanhas de prevenção do Ministério da Saúde – como as que pregam no carnaval as relações sexuais seguras com o uso da camisinha -, parlamentares evangélicos e católicos querem as peças publicitárias do Ministério.

Eles reivindicam que as campanhas enalteçam a abstinência e a importância da procriação para formação familiar.

“Neste Carnaval, não transe. Se preserve para o casamento, porque família é bom” foi um dos slogans sugeridos pelos evangélicos ao ministro da Saúde, Alexandre Padilha, em reunião da Frente Parlamentar da Família, nesta quarta.

As duas mensagens do ministério para o Carnaval, – “Sem camisinha, não dá” e “Seja qual for a fantasia, use sempre a camisinha” – desagradaram aos religiosos. O ministro admitiu fazer uma campanha direcionada para os religiosos.O encontro foi organizado pelo senador evangélico, que é também homofóbico, reacionário, corrupto e fascista, Magno Malta (PR-ES), que declarou:

– O ministro foi extremamente receptivo e nos prometeu elaborar uma cartilha com as nossas mensagens. E não aquelas do Temporão (ministro da Saúde no governo Lula), que estimulavam relação homossexual e até distribuíam cachimbo para viciados – disse Magno Malta.

Padilha estava à vontade no encontro. O ministro citou a Bíblia e falou da relação entre religião, família e vida saudável.
– Somos todos irmãos. O governo tem que ouvir todos os setores organizados da sociedade em busca de bem-estar para a população. Aids, drogas e alcoolismo são exemplos de doenças que precisamos combater com a ajuda da família – disse Padilha no encontro.

O deputado Anthony Garotinho (PR-RJ) criticou o desarquivamento do projeto que criminaliza a homofobia. Ele afirmou que “os homossexuais formam uma população com muitos privilégios” (Sofrer assédio moral, agressões físicas e ser até mesmo morto devem ser “privilégios” na visão do nosso ex-governador). Garotinho também defendeu uma campanha específica para os religiosos durante o Carnaval.

Magno Malta afirmou que outra reivindicação encaminhada a Padilha foi a criação da Secretaria da Família, para, entre outras atribuições, lidar com jovens viciados em drogas.

– A Secretaria da Família deveria substituir a Senad (Secretaria Antidrogas), que não serve para nada e que só gasta dinheiro com pesquisa: quem fuma e cheira mais no país. Isso é inútil – disse Malta.

O Senador Magno Malta esteve envolvido no Escândalo dos Sanguessugas, tem relações obscuras com o Pastor Silas Malafaia e já disparou absurdos e inverdades como aqui e aqui.

dica do Alexandre Melo Franco Bahia

o dr. drauzio varella tem uma frase legal s/ esse assunto: “Costumo dizer que o papa tem a fórmula perfeita para acabar com a aids: nem sexo antes do casamento, nem fora dele. Mas isso não corresponde à realidade”. sugiro a leitura de toda a matéria.

o posicionamento do magno malta nada tem a ver com questões de saúde. se assim fosse, bastaria pesquisar os resultados (ou a falta de) das campanhas milionária$ do governo bush em favor da abstinência.

no fundo (ou melhor, no raso), malta parece ilustrar aquela frase do james houston: “um fundamentalista sofre horrores só de pensar que alguém, em algum lugar, possa ter prazer”.

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Mais uma bizarrice da bancada religiosa: o alvo agora é o carnaval

17 Comentários

  1. John disse:

    Concordo com o Malta, mas de uma maneira mais receptiva.

  2. Natieli disse:

    Todos temos direito de impôr nossas opiniões. Porque acham normal sexo e ‘baixaria’ no carnaval, mas são os primeiros a julgar as adolescentes grávidas? Devemos é priorizar a questão da preservação sexual para o casamento, e dar valor para a construção correta da família, não apoiar a imoralidade sexual! Sou a favor da família e apoio os movimentos dos Pastores (como os do Silas Malafaia).

  3. Suezoribeiro disse:

    Se os evangélicos acabarem com o Carnaval eu mato um por um.
    Ficar sem o MELHOR feriado do ano?
    Não vai dar nem pra fazer os retirinhos de merda, pô, rs!

    *sim, sou cristão, e frequento retiros 🙂

  4. Thiago Campos disse:

    Discurso do criador do texto é mt fraco…

  5. Carnaval é uma Porcaria! PLC 122 é uma Porcaria! Querem colocar uma mordaça no povo!

  6. Moisés Lourenço Gomes disse:

    Mr Pava

    Nada tem a ver mesmo. É a mesma coisa de tratar a questão do aborto com o fim do sexo para reprodução, “deste modo, não há risco de aborto”.
    Gangsters cristãos estão formando uma quadrilha a fim de cercear a vida dos outros. E mais, estão cooperando para a difusão da ojeriza ao Cristianismo.

    Uma campanha que deprecia o sexo fora do casamento é tão perverso quanto o contrário. Homens, com seus falos e mulheres, com suas vaginas são autoresponsáveis, mesmo a despeito de toda a irresponsabilidade.

    Quando se diz: “preserve-se para o casamento, isso é bom”, não está se enunciando saúde, e sim, religião.  Isso, também, não tem nada a ver com “apologia a familia”, ora, uma sociedade que transa desde tenra idade, não colocou em xeque a familia, apenas a familia da visão religiosa, que inaugura a vida sexual após a assinatura no cartório e que, diga-se de passagem,  já está fadada ao insucesso.

    Sociedades ateias têm familias. Família não é um anseio social apenas de um religioso. Decidir vetores para a constituição dela é que é assunto religioso.

    Enunciar saúde é recomendar camisinha. Enunciar carnaval sem sexo é um apelo moralista e desta forma, vê-se matizes e fagulhas de ditadura religiosa.
    Será que o Brasil verá um sistema híbrido de poder-fé, com seus gestores políticos que implantarão um modelo cristão-dogmático na Constituição?

  7. O governo fazer campanha para religiosos? Esse não é o papel da própria religião?

  8. Anagiocondo disse:

    Agora ser a favor da família é ser homofóbico, fascista. ahahhaha nossa que descriminação.

  9. Steton disse:

    O que de fato me causa uma enorme estranheza, é que tudo o que todos os cristãos dizem ou fazem. o pavablog é contra! Ainda não achei uma virgula que apoia-se qualquer coisa pró-cristão! É chato ler um site cristão que só é contra os cristãos!
    Viva o carnaval!
    Viva o sexo libera geral!
    Viva tudo que esta por aí, cujo a bíblia é contra!

  10. C.I. disse:

    o carnaval é uma festa CULTURAL mesmo? ou seria apenas + 1 motivo p as pessoas comerem umas às outras durante vários dias sem parar e com direito a feriado nacional? o intuito do brasileiro é mostrar alguma beleza atraves da arte ou se aproveitar do sexo liberado???
    vejo muita gente dizer: Carnaval é tempo de alegria!
    q especie de ser-humano so encontra alegria em meio a bebedeiras, drogas, prostituição (td bem misturado e concentrado)?
    ah já sei: o grande grupo super-hiper-mega-intelectual não religioso.
    ora faça-me um favor, todas essas praticas nao eram p ser reprovados por “religiosos” como vcs adoram citar, mas sim por quem tem moral, descência e boa educação.
    Quanto a camisinha no carnaval = concordo em distribuir, embora eu nao concorde com a imundicie nacional q é essa festa, mas lá existe muita gente desavisada, inconsequente, q nao se cuida e precisa ser incentivado a se preservar.

  11. Sergio Gleria disse:

    Sejam quais forem as ideologias religiosas ou hábitos sexuais, uma coisa é certa, não podemos mais falar em sexo sem o uso da camisinha. É uma questão óbvia de impedir gravidez indesejada e doenças sexualmente transmissíveis. A não ser nos casos onde
    exista a confiança no parceiro e nenhuma possibilidade de ocorrer as hipóteses citadas.

Deixe o seu comentário