Japão: cresce o número de ‘homens herbívoros’ que rejeitam sexo e parceira

Japão: cresce o número de 'homens herbívoros' que rejeitam sexo e parceira
Publicado originalmente no Protestante Digital
.
Um estudo realizado pelo governo japonês confirma o crecente desinteresse pelo parceiro e o sexo na sociedade nipónica que, desde a década dos anos 70, baixou o número de casamentos.

60% dos homens e 50 % das mulheres entre 18 e 34 anos não tem parceiros. O informe sustenta que muitos dos jóvens nem sequer a buscam.

O informe também mostra o aumento da idade de quem se casa ; em 2010 a idade que um homem se casava era de 30,5 anos, enquanto que para a mulher era de 28,8; um aumento de 2,1 e 2,9 anos, respectivamente, nas últimas duas décadas.

Em contraste, o estudo mantém que  a taxa de divórcios subiu de maneira constante desde 1960 , chegando a um tope de 290.000 em 2002.

Os cientístas sustentan que  uma das causas das cifras pode ser o papel da mulher na vida laboral . Enquanto as japonesas trabalham uma média de 40 horas à semana fora de sua casa, e 30 horas dentro, seus maridos, de média, dedicam 3 horas semanais às tarefas de casa.

OS HOMENS HERVÍBOROS

Japão, berço de tendèncias, em 2007 já definiu uma nova categoria de homem, os soushokukei-danshi (homens herbívoros) que teríam como características a evasão pelo sexo, o gosto pela roupa, a dieta, a econômia e a necessidade de viver uma vida tranquila distante do estresse competitivo da sociedade nipónica.

Tal e como publicava The Japan time em 2009, cada sociedade tem seus próprios términos para definir suas gerações. O término soushokukei foi inventado pelo escritor Maki Fukasawa em 2007. O rotativo mostra como característica neste grupo de jóvens a  falta de competitividade no trabalho; o interesse pela moda; o cuidado da linha; estar muito apegados às mães e uma marcada falta de interesse em ter encontros e relações sexuais . O diário baseava a notícia em um estudo realizado em 2008 sobre 100 homens entre 20 e trinta anos.

Megumi Ushikubo, autor deste estudo, citava a mulheres em seu estudo que afirmavam que muitos dos homens com os que saíam, não queríam sair se não tivessem o cabelo em perfeito estado.

E MULHERES CARNÍVORAS

Contra, a sociedade nipónica também criou um término para referir-se às mulheres que buscam encontrar parceiro, as nikushokukei-joshi (mulheres carnívoras), geralmente ao redor dos trinta anos.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Japão: cresce o número de ‘homens herbívoros’ que rejeitam sexo e parceira

Deixe o seu comentário