Bandido vira pastor e abre creche na África no novo “Redenção”

Gerard Butler (ao centro) e Souleymane Sy Savane (ao lado) em cena de "Redenção", que mostra história real

Fabiana Seragusa, no Guia Folha

As primeiras cenas de “Redenção” são bem fortes. Mostram um massacre em um povoado na África, com muitos gritos, mortes e tristeza. Já nos EUA, um bandido viciado em bebidas e drogas vive em meio a prisões e ao desalento cada vez maior de sua família.

É a história real de Sam Childers, interpretado por Gerard Butler, que deixa sua vida desregrada para trás depois que começa a ir à igreja e vira pastor. O filme estreia nesta sexta-feira (16) nos cinemas.

Com ótima atuação, o ator escocês consegue mostrar a série de dificuldades e dilemas pelos quais Childers passa quando visita a África, inicialmente apenas para um trabalho voluntário, e decide tomar a luta daquela região como sua. Mesmo sendo algo “tão distante” da realidade de onde vive.

Chocado com o sofrimento das pessoas no Sudão, resolve construir um orfanato em uma das áreas mais perigosas de lá –e acaba virando uma espécie de “salvador branco”. Tudo isso também mexe com a relação que tem com sua mulher e sua filha, e será necessário muito cuidado –e paciência– para conciliar as coisas.

Após o fim do filme, o público vê fotos e vídeos reais de Childers, na África e com sua família.

Inspirada na história real de Childers, "Redenção" (foto) estreia nesta sexta-feira (16)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Bandido vira pastor e abre creche na África no novo “Redenção”

1 Comentário

  1. Isaac Marinho disse:

    OlhaÊ o site do Sam Childers: http://www.machinegunpreacher.org/
    Me parece uma história interessante.

Deixe o seu comentário