Plantão durante o Natal é apenas mais um dia de trabalho, contam jornalistas

Anderson Scardoelli, no Comunique-se

Trabalhar nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1º de janeiro não desmotiva os jornalistas. Pelo contrário, profissionais entrevistados pelo Comunique-se afirmam encarar com naturalidade o fato de serem escalados para ficar nas redações e nos estúdios nessas datas. Há apresentador que declara sentir-se um médico, por ajudar o povo ao trabalhar nas comemorações de fim de ano.

Há 18 anos trabalhando na noite de Natal ou de Réveillon, ou nas duas, o jornalista da rádio CBN de São Paulo e apresentador do ‘Aconteceu’, da Rede TV, Laerte Vieira, conta encarar qualquer dia de trabalho como algum comum, independentemente de ser fim de semana ou feriado.  Ele diz ser imprescindível para os comunicadores ter paixão pela profissão, mesmo sabendo que a família vai viajar enquanto estão trabalhando.

Laerte avalia que trabalhar especificamente durante o Natal chega a ser gratificante. O jornalista explica que nesse dia percebe que se torna mais útil para os telespectadores e ouvintes. “Nessas horas me sinto como um plantonista do povo, um médico. As notícias não param, e nestas datas explodem na mesmo proporção dos fogos de artifícios”. O apresentador diz que durantes estes períodos não pode ter espaço para melancolia.

Editora de cultura do Diário de Natal, Adriana Assis não reclama de trabalhar em datas festivas. Demonstrando concordar com o jornalista da Rede TV, a profissional potiguar afirma que trabalhar durante o primeiro dia do ano ou no feriado de Natal não a desanima com a profissão. “É um dia como os outros, não há nada demais, cobrimos as notícias da cidade como sempre”. Porém, ela comemora que neste ano não vai ficar de plantão em nenhum dos dias comemorativos.  Leia +.

Yes, o Pavablog tb nunca para… 🙂

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Plantão durante o Natal é apenas mais um dia de trabalho, contam jornalistas

Deixe o seu comentário