Baú da felicidade: Pastor suspeito de comercializar doações recebidas pela igreja

Publicado originalmente no G1

A Polícia Civil, com a ajuda da Receita Estadual, descobriu um esquema de desvio de doações que eram feitas para igreja em Jaguapitã, no norte do Paraná. Os produtos que foram repassados por uma empresa de São Paulo para ajudar em projetos assistenciais, depois eram comercializados sem nota fiscal. Na quarta-feira (28), fiscais e policiais foram até o depósito onde estavam as mercadorias avaliadas em R$ 400 mil.

O pastor responsável pela igreja é suspeito de negociar com diretores com a empresa de São Paulo. Depois, os produtos recebidos eram colocados a venda em uma loja que pertence ao irmão do pastor. A empresa, aberta há menos de três meses, não tinha autorização da Receita Estadual e nem notas fiscais.

No depósito das mercadorias, foi apreendida uma máquina registradora ilegal. A loja foi multada e lacrada. A Receita vai conferir a movimentação financeira da igreja e do pastor para tentar descobrir o que era feito com o dinheiro da venda das doações. O trabalho de triagem dos produtores deve ser concluído na próxima semana.

A reportagem da RPC TV procurou o pastor da igreja para ele dar explicações sobre o caso, mas não foi encontrado.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Baú da felicidade: Pastor suspeito de comercializar doações recebidas pela igreja

Deixe o seu comentário