Maconheiros de meia idade têm mentes mais “afiadas”

Publicado no F5

Um estudo britânico sugere que pessoas na meia idade que usaram ou ainda usam drogas não tiveram o cérebro danificado. A pesquisa foi publicada pelo “American Journal of Epidemiology”.

Pesquisadores do King’s College, em Londres, estudaram milhares de pessoas com 50 anos e descobriram que aqueles que tinham usado drogas ilícitas, principalmente a maconha, tiveram um desempenho melhor do que os outros nos testes de memória e de outras funções cerebrais.

As informações são da Reuters.

Cerca de um quarto dos indivíduos disseram que ter usado drogas em algum momento de suas vidas e 6% ainda usavam.

Uma das hipóteses que explicam o resultado é a relação entre o nível de estudo, que é melhor entre os usuários de drogas, segundo os pesquisadores.

“Os resultados parecem sugerir ainda que o uso de drogas, no passado ou atualmente, não está necessariamente associada com o funcionamento cognitivo na meia idade”, disse Alex Drugan, o pesquisador-chefe.

“Entretanto, nossos resultados não excluem eventuais efeitos nocivos em alguns indivíduos que podem estar expostos a drogas durante longos períodos de tempo.”

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Maconheiros de meia idade têm mentes mais “afiadas”

1 Comentário

  1. Marília Liz disse:

    Juro que eu pensei: será que o pava já fumou? Pq ele pensa bem viu…

Deixe o seu comentário