Pastor de Vitória da Conquista denuncia homofobia dentro de sua igreja

O pai, Carlos André da Silva, acompanhado do pastor Sérgio Emílio, conversam com a delegada Carla Rodrigues antes de formalizar a denúncia

Texto publicado originalmente no blog do Paulo Nunes

O pastor da Igreja Batista da Graça, Sérgio Emílio Meira Santos, compareceu agora à tarde ao Distrito Integrado de Segurança Pública/Disep para prestar queixa contra o que considera uma prática homofóbica ocorrida dentro de sua congregação. Segundo o religioso, um adolescente de 16 anos, membro da igreja, estaria sofrendo constrangimentos em função de sua orientação homossexual, o que teria acarretado, inclusive, sua demissão da condição de pastor em função da defesa que fez para que o jovem continuasse freqüentando a igreja.

Inconformado com a situação, o pastor esteve hoje, acompanhado do pai do adolescente, Carlos André da Silva, na sala da delegada plantonista Carla Rodrigues, a quem narrou toda a situação. Logo depois, pai e filho prestaram queixa contra integrantes do conselho administrativo da Igreja. Entre as pessoas citadas, está a ex-vereadora e vice-presidente do Conselho, Helita Figueira que, segundo informou o pastor, teria manifestado publicamente durante um culto da igreja sua insatisfação quanto à freqüência do jovem homossexual na congregação, fato relatado à delegada Carla Rodrigues.

Segundo o pastor, a opção sexual do adolescente motivou uma reunião do conselho, quando ele voltou a defender que, com base nas Escrituras Sagradas, não poderia, “em hipótese nenhuma”, negar a freqüência do adolescente aos cultos, inclusive na condição de músico. Logo depois – lembra o pastor – recebeu em casa uma carta assinada por membros do conselho informando sobre sua demissão do cargo. Entre outras coisas, alegava-se que o mesmo não estaria cumprindo a contento suas atribuições de pastor. Para ele, as alegações foram apenas uma “nuvem de fumaça” para encobrir os reais motivos da demissão.

“Sei que houve uma reunião na casa de um membro do corpo administrativo da Igreja Batista da Graça, reunião que teria ocorrido no dia 23 de dezembro, e um dos assuntos discutidos é que eu haveria colocado uma pessoa de orientação sexual homossexual para tocar o teclado e por isso eu não poderia continuar como pastor dessa igreja. E o que me surpreendeu é que eu presidi o culto no dia 31 de dezembro, presidi a escola dominical e o culto do dia 1 de janeiro, com todos os membros presentes, e nada foi falado sobre minha saída da Igreja. Mas no dia 02 de Janeiro, sem comunicação aos membros da igreja, que é dirigida pela sua assembléia geral, um táxi, de forma anônima, entregou a carta ao meu pai, que não é uma pessoa evangélica. No decorrer dessa balbúrdia, descobrimos que um dos assuntos tratados na reunião da vice-presidente do Conselho Administrativo (Helita Figueira) é que eu não tinha condições de continuar pastor uma vez que coloquei um homossexual tocando teclado”.

dica do Kallil Oliveira

Atualização: 26/12

A Igreja Batista da Graça de Vitória, Espírito Santo, enviou uma nota desmentindo as acusações do pastor Sérgio Emílio Santos que teria dito aos meios de comunicação e também na delegacia que sua demissão aconteceu porque ele apoiava um jovem homossexual que frequentava a igreja.

Pela notificação enviada, os motivos que fizeram com o que o pastor fosse exonerado não tinham ligação com o garoto menor de idade e nem com a sua família conforme foi informado, mas por razões internas que fizeram com que Meira Santos fosse retirado do cargo que ocupou durante um ano e cinco meses.

“A decisão da Igreja foi baseada na postura inadequada de Sérgio Emílio Meira Santos, ao se comportar de forma incompatível para o cargo, com absenteísmo frequente e ofensas a membros do Conselho de Administração e da Igreja,” diz trecho da carta.

Na delegacia Meira Santos denunciou o caso como homofobia dizendo que o Conselho teria condenado o fato dele ter colocado o jovem homossexual de 16 anos como tecladista do grupo de louvor.

“Desesperado ato de vingança criou a mentira talvez mais grave da sua vida, ao acusar a Igreja Batista da Graça de discriminar, devido à sua preferência sexual, um menor que frequenta a igreja juntamente com seus pais, embora nenhum deles seja membro da mesma”, desmente a nota.

Leia na íntegra a explicação da Igreja Batista da Graça:

CARTA ABERTA À POPULAÇÃO

A Igreja Batista da Graça lamenta informar:

1. O Sr. Sergio Emílio Meira Santos, foi Pastor Interino da Igreja Batista da Graça, pelo período de julho de 2010 a dezembro de 2011, nomeado pelo Conselho de Administração, o qual em dezembro de 2011 deliberou por não renovar a interinidade a partir de 1º de janeiro de 2012.

2. A decisão da Igreja foi baseada na postura inadequada de Sérgio Emílio Meira Santos, ao se comportar de forma incompatível para o cargo, com absenteísmo frequente e ofensas a membros do Conselho de Administração e da Igreja, chegando a afirmar publicamente: “vocês estão lidando com a pior pessoa do mundo”.

3. Após ser formalmente comunicado da sua exoneração por carta, devido se negar a receber o Conselho, alegando não ter tempo na primeira semana de janeiro, Sérgio Emílio Meira Santos, já como ex-Pastor, no dia 03 de janeiro de 2012, invadiu o templo da Igreja Batista da Graça às 04 horas da manhã, subtraindo alguns dos bens de maior valor da Igreja (guitarra, computador, impressora e veículo Kombi), os quais só foram devolvidos por determinação do Sr. Delegado de Polícia de Repressão a Furtos e Roubos, que ordenou a devolução no prazo de 24 horas, durante audiência para a qual Sérgio Emílio Meira Santos foi intimado por aquela Autoridade Policial.

4. Após esta sequência de fatos lamentáveis, Sérgio Emílio Meira Santos, em desesperado ato de vingança criou a mentira talvez mais grave da sua vida, ao acusar a Igreja Batista da Graça de discriminar, devido à sua preferência sexual, um menor que frequenta a igreja juntamente com seus pais, embora nenhum deles seja membro da mesma, mas continuam benvindos e dignos de respeito.

5. Esta acusação leviana e mentirosa tem o propósito ardiloso de desviar a atenção da população, da imprensa e das autoridades policiais da péssima conduta de Sérgio Emílio Meira Santos.

6. A Igreja Batista da Graça desafia publicamente a Sérgio Emílio Meira Santos a provar suas torpes acusações.

7. A Igreja Batista da Graça dispõe e disponibiliza farta documentação, tais como, atas registradas em cartório, relatório da empresa de segurança com detalhe de data e horário da invasão da Igreja, boletim de ocorrência policial e assinatura da maioria dos membros da Igreja Batista da Graça assumindo as decisões tomadas. Tais documentos são capazes de contestar as calúnias e comprovar a delinquência, as falácias e as mentiras de Sérgio Emílio Meira Santos.

Vitória da Conquista/BA 16 de janeiro de 2012

Fonte: Blog do Marcelo [via ADIBERJ]

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Pastor de Vitória da Conquista denuncia homofobia dentro de sua igreja

18 Comentários

  1. Ronid disse:

    Esse pastor está errado, quer agradar o mundo, deixe de ser pastor batista e vá plantar babatas. A Bíblia em Romanos capítulo126, 27 diz: “Por isso Deus os abandonou às paixões infames. Porque até as suas mulheres mudaram o uso natural, no contrário à natureza. 
    27 E, semelhantemente, também os homens, deixando o uso natural da mulher, se inflamaram em sua sensualidade uns para com os outros, homens com homens, cometendo torpeza e recebendo em si mesmos a recompensa que convinha ao seu erro.”
    QUALQUER HOMOSSEXUAL PODE FREQUENTAR UMA IGREJA, MAS PARA SE TORNAR MEMBRO E SER MÚSICO TERÁ QUE SE ARREPENDER DE SEUS ATOS.
    PARABÉNS CONSELHO ADMINISTRATIVO DA IGREJA BATISTA DA GRAÇA. ATENÇÃO ORDEM E CONVENÇÃO BATISTA, EXPULSA ESSE HEREGE.

  2. Minerva disse:

    Concordo com o Ronid, o cara que deixe de ser pastor.

  3. Paulo disse:

    Não dá prá mudar o nome da igreja não? Algo assim, tipo: “Igreja Batista Pouca Graça” ou algo parecido?? Pelo menos ficava mais coerente, né

  4. Jao_manuel65 disse:

    Concordo com o Ronid, a IGREJA BATISTA DA GRAÇA foi certo, PARABÉNS, ao conselho dessa igreja que está mostrando que tem compromisso com o evangelho. Porém, já fui membro dessa igreja e não é prática do conselho essa descriminação. Dona Helita é uma mulher intégra,honesta, de bom carater, caridosa. Eu não conheço o rapaz nem o seu pai, porém digo que eles estão sendo usado por esse ”pastor” para uma vingança por ele ter sido demitido. FORA PASTOR DE BODE E NÃO DE OVELHAS!

  5. DEUS disse:

    Povo cretino!!!! Depois querem que as pessoas convertam!!! 

  6. Peraí? Homofobia? Quer dizer então que se um adúltero quiser ser membro de sua igreja, e ainda por cima na condição de músico, a Igreja terá obrigação de aceitar? Como assim, Pavablog? Homofobia agora é desculpa pra tudo, mas ainda bem que ainda não existe a “adulterofobia”… rsrs… A igreja tem o direito de aceitar ou não uma pessoa que deseja ser membro dela, ou teríamos a obrigação de aceitar a pessoa qualquer que fosse a sua conduta? Como assim?

  7. Pramorim disse:

    esse Pastor não tem compromisso com o evangelho, pois, se tivesse não estaria resolvendo isso desta maneira, sem sabedoria d+

  8. Rafa Zveiter disse:

    Parabéns ao pastor, pela dignidade em denunciar um caso de homofobia dentro da igreja que dirige!

  9. Roberto disse:

    Que falta de coerência na aplicação do evangelho. Assunto que deve ser tratado com muito carinho e cuidado por integrantes do ministério.

  10. Viviane lanzelotti disse:

    AINDA BEM QUE EU SOU MACUMBEIRA !!!!!!!!!

    • Mylla disse:

      er viviane vc fala ainda beem agora,pq quando vc
      estiver ardendo lá no fogo do INFERNO vc vai arrepender 
      ai INFELISMENTE vai ser tarde D+!Deus te abençoe!

  11. Loren disse:

    De fato, não concordo com discriminação, acredito que todos são bem vindos a igreja, sendo que a mesma serve para vida, vida de acordo os padrões Bíblicos, isso quer dizer que a medida que forem ouvindo a palavra de Deus haverá mudança de pensamento,  que resultará em uma mudança de atitude, isso sim é o verdadeiro evangelho, se isso não ocorre com certeza tem algo errado. Acredito que esse garoto precisa de atenção, amor e afirmação, tudo que possivelmente não obteve em seu contexto familiar e só Deus para conduzi-lo a essa verdade. Colocá-lo a frente de algo sem cuidados, é o mesmo que colocá-lo a frente de uma batalha ferido.

  12. Eliel Oliveira disse:

    Queridos , tambem parabenizo o  Pastor, mas não por sua coragem em denunciar um caso de homofobia dentro da igreja. Mas pela coragem de ser Pastor em uma igreja tão preconceituosa.
     A igreja de Cristo é o melhor lugar pra esse Jovem. Ou alguem acha que ele estará melhor sendo excluido e colocado de lado. Tenho Certeza, e a Bíblia tem varios exemplos assim, que JESUS seria o primeiro a abraça-lo a acolhe-lo.  a igreja Brasileira tornou-se um lugar de super santos,(só de fachada) que prefere afastar de si os necessitados do que curar-lhes a miséria. São perfeitos, não precisam de JESUS e nem do seu sacrifício.Misericódia!!!!!! 

  13. Antoniotavares2003 disse:

    Dona Helita Figueira de novo? Essa mulherzinha sempre procurando confusão. Vai logo pro  inferno arruaceira imunda….

    • Rubyc Rcosta disse:

      Ou seu Antonio, pegue de leve! A irmã Helita é uma idosa de 81 anos, por isso merece todo o nosso respeito e vc nem ninguém tem o direito de mandar ninguém pra o inferno, pois, quem morreu por ela foi Jesus. Se converta..
        

  14. Rafacobra disse:

    Toda vez que leio os comentarios me asseguro mais de meu ATEISMO, bando de HIpócritas que só sabem excluir as pessoas. ë por isso que quando chamam os crentes de Burros e preconceituosos eles acham ruim, o pastor ta tentando livrar a cara dessa instituicao atrasada e falida chamada igreja, e um bando de manés ainda é contra. Eu até fico feliz com esses comentarios homofóbicos e excludentes, porque quanto mais eles continuam com isso mais eles afirmam como são IGNORANTES.

  15. Bradock disse:

    Esse bode, que eu não posso nem chama de ovelha quanto mas de pastor, tudo que fazemos é para Deus tudo que tem da igreja é de Deus, não pertence ao seu ninguém, esse lobo por que perdeu um cargo de pastor, prejudicar o evangelho, onde muitos ímpios que não conhece o amor de Deus, ficando escarnecendo do evangelho, procure colocar pessoas realmente que tem amor pela obra e que ele seja um servo na frente da igreja, se Deus diz que é pecado eu não posso aceita. Que esse lobo pague pelo crime de furto.

Deixe o seu comentário