Nossa: Alunas da Santa Casa criam versão de ‘Ai se eu te pego’ para surdos

Fernando Moreira, no Page not Found

Michel Teló está vivendo muito mais que os 15 minutos de fama. “Ai se eu te pego” virou fenômeno mundial, com direito a uma versão bizarríssima em inglês. Alunas de um curso de fonoaudiologia fizeram uma outra e curiosa versão, para que os surdos possam também curtir esse arrasa-quarteirão, que empolga até soldados de Israel.

“Somos estudantes do curso de Fonoaudiologia da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo e fizemos uma versão de ‘Ai se eu te pego’ (Michel Teló) como parte de uma das avaliações da disciplina de LIBRAS (língua brasileira de sinais), que temos em nosso curso.

A escolha da música foi livre, e como o grupo em geral gosta de sertanejo e gosta do Michel Teló desde o grupo tradição, então esta foi a escolha final. Decidimos por ela não somente pelo gosto pessoal, mas também porque é uma música alegre e que combina bastante com o perfil do nosso grupo. Escutávamos e cantávamos sempre nos intervalos das aulas.

Não fazemos um curso específico para LIBRAS e não nos formaremos intérpretes. Ressaltando: nos formaremos fonoaudiólogas com um enfoque bilíngüe, nosso objetivo não é o de ensinar LIBRAS, mesmo porque não temos formação e nem licenciatura para isto, e o vídeo fez parte de uma das avaliações na disciplina de LIBRAS, e claro, como qualquer trabalho ele também contém alguns ‘erros’, melhor dizendo: alguns sinais estão em LIBRAS e outros no português sinalizado (mesmo não sendo esta a nossa intenção).

Na ordem, aparecem no vídeo Érica Palma, Luciana Roveri, Glaucia S. Camacho, Wérica Silva e Juliana Foglia.”

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Nossa: Alunas da Santa Casa criam versão de ‘Ai se eu te pego’ para surdos

4 Comentários

  1. Regis Alves disse:

    Pronto, lá se foi a única vantagem de ser surdo!

  2. Cesar Miranda disse:

    Vou ver sem o som.

Deixe o seu comentário