Más amizades podem causar doenças graves, diz pesquisa

A amizade tem o mesmo peso que uma dieta balanceada ou do descanso necessário ao corpo para o bem-estar. Foto: Getty Images
Michelle Achkar, no Terra

A sabida importância dos relacionamentos, dos bons pelo menos, para a manutenção da saúde, ganha mais um reforço com a divulgação de pesquisa da UCLA, Universidade da Califórnia, nos Estados Unidos. O estudo aponta que a amizade tem o mesmo peso que uma dieta balanceada ou do descanso necessário ao corpo para o bem-estar.

Pesquisadores da faculdade de medicina da instituição descobriram que contatos e relações de aspecto negativo estão relacionadas ao aumento de inflamações, que por sua vez podem levar a uma série de doenças, incluindo câncer, pressão arterial alta e doenças cardíacas.

A pesquisa foi publicada pelo jornal Proceedings of the National Academy of Sciences e divulgada pelo diário inglês Daily Mail.

Para chegar aos resultados, 122 voluntários foram monitorados durante ocasiões consideradas por eles como estressantes enquanto a produção de proteínas relacionadas a inflamações era monitoradas. Essas ocasiões foram tiradas dos diários pessoais de cada um dos participantes. Os que haviam passado recentemente por situações desagradáveis apresentaram maiores níveis das substâncias ligadas ao aumento da pressão arterial, risco de doença cardíaca, câncer e até depressão. O aumento no índice da proteína também foi verificado após os voluntários responderem a um questionário estressante e precisarem falar em público.

Foto: Getty Images

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Más amizades podem causar doenças graves, diz pesquisa

Deixe o seu comentário