Jovens britânicos são barrados nos EUA após piadas no Twitter

Os jovens Emily Bunting Leigh Van Bryan, impedidos de entrar nos EUA por 'brincadeira' no Tweeter (Foto: Reprodução)

Publicado originalmente no G1

Dois jovens britânicos foram impedidos de entrar nos Estados Unidos após fazer piadas sobre “destruir a América” no Twitter, segundo o site “Huffington Post”.

As contas de Leigh Van Bryan e Emily Bunting na rede social foram monitoradas por agentes especiais norte-americanos, que também registraram um comentário em que falavam em “desenterrar Marilyn Monroes”, segundo o tablóide inglês “The Sun”.

Assim que os dois chegaram a Los Angeles, onde pretendiam passar três semanas de férias, foram abordados por guardas armados, interrogados por cinco horas sob suspeita de “planejar atos criminosos” e colocados numa cela, onde passaram a noite.

Van Bryan, de 26 anos, disse ter dividido a cela com traficantes de drogas mexicanos.

Apesar de ter afirmado ter usado o termo “destruir” como um gíria para “festejar”, e insistir que o tweet sobre Marilyn Monroe era uma piada, os dois foram colocados em um voo de volta ao Reino Unido na dia seguinte.

Os jovens disseram também ter tido as bagagens revistadas pelos guardas da imigração à procura de ferramentas, com as quais “invadiriam” o túmulo da estrela hollywoodiana.

“Parece engraçado agora, mas na hora foi realmente assustador. Os agentes me trataram com um tipo de terrorista”, disse o jovem ao “Sun”.

“Eu segui dizendo que eles tinham entendido de maneira errada meu tweet, mas eles apenas me diziam: ‘Você realmente f**** com esse tweet, rapaz’.”

Van Bryan e Emily Bunting, que tem 24 anos, também foram informados que eles devem se candidatar a vistos norte-americanos na embaixada de Londres antes de visitar o país de novo, segundo o “Daily Mail”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Jovens britânicos são barrados nos EUA após piadas no Twitter

Deixe o seu comentário