Leonardo Brício diz que estava predestinado a protagonizar “Rei Davi”

O ator Leonardo Brício na pele de Davi, protagonista da série bíblica "Rei Davi", da Record

Vitor Moreno, no F5

Leonardo Brício, 48, acredita que, de alguma forma, já havia recebido sinais de que um dia viveria o protagonista de “Rei Davi”.

“Uma vez, quando me dei conta, pintei a harpa de Davi [durante cena da peça ‘O Castiçal’, em 2003], mas foi algo totalmente aleatório”, contou em entrevista ao “F5”. “Vendo o quadro agora eu fico impressionado. É algo enigmático e inexplicável.”

A série da Record, baseada nas passagens bíblicas sobre o menino tocador de harpa que se tornou rei de Israel, vem tirando o sono da Globo por conta da boa audiência. O sucesso da produção não pegou o ator de surpresa.

“Se pensarmos na qualidade do produto não”, afirma ele, que, antes de mergulhar no universo bíblico, conhecia apenas algumas passagens da história de seu personagem, em especial a luta contra Golias.

Por isso mesmo, Brício contou ter ficado com “invejinha” do ator Leandro Léo, que viveu o personagem na adolescência, quando se dá o famoso embate contra o gigante.

O ator, que interpreta o personagem dos 28 aos 70 anos, também falou sobre o processo de caracterização para viver o personagem em diversas fases da vida.

“Rei Davi” vem obtendo ótimos índices de audiência e chegou a superar a Globo em algumas ocasiões. Esse resultado te surpreendeu? Por quê?

Se pensarmos na qualidade do produto não. Talvez seria surpreendente se fosse uma conquista obtida do zero, com uma sequência de resultados abaixo do esperado e subitamente, acontecesse essa reviravolta na audiência. A minissérie é uma nova obra, que prima pela qualidade, e por isso, não esperava outro resultado.

Já havia se imaginado vivendo um personagem bíblico? Já conhecia as passagens sobre o rei Davi antes da preparação para o papel?

Acho que sim porque eu assistia muitos filmes bíblicos. Eu fui criado assistindo todos aqueles que são mais conhecidos. Isso faz parte da minha história. Eu conhecia a história que todos conhecemos, em especial, a luta contra Golias. Além disso, eu também sabia que Davi se tornou o rei de Israel, mas não conhecia os detalhes.

Você chegou a dizer que estava predestinado para o papel. Por quê?

A primeira vez que a emissora cogitou fazer um trabalho em cima da trajetória de Davi, eu encontrei uma figurinista da emissora que comentou sobre a história dele e falou um pouco sobre suas características. Ela mesma disse que eu me parecia com eles em alguns aspectos, inclusive na estatura [risos]. Senti essa “predestinação” de um jeito diferente. Há algum tempo atrás, fiz a peça “O Castiçal”, originalmente escrita por Giordano Bruno. Eu pintava um quadro em cena, mas tinha a liberdade para fazer na tela tudo o que eu desejava. Uma vez, quando me dei conta, pintei a harpa de Davi, mas foi algo totalmente aleatório. Vendo o quadro agora eu fico impressionado. É algo enigmático e inexplicável. Até quando vi a estátua de Davi, na Itália, algo já me atraia.

Você vai interpretar o Davi dos 28 anos até os 70 anos. Como será a caracterização para fazer essa passagem de tempo?

Dos 28 até os 35 é basicamente o meu rosto mesmo, mas escureço minha barba para que nenhum pelo grisalho fique aparente. Aos 40 anos a barba cresce, mas ainda é escura. Aos 50, começam a surgir pelos grisalhos. Nessa etapa, uso uma prótese que possui algumas marcas de expressão, para envelhecer a pele. Com 70 anos sou um velhinho [risos], com próteses em todo o rosto. Uso uma peruca, mas fico praticamente careca.

Deu uma pontinha de inveja do Leandro Léo [ator que vive o personagem Davi na adolescência] por não participar da mais famosa passagem do rei Davi, a luta contra o gigante Golias?

Na verdade não só por isso [risos]. Fiquei com uma invejinha de não fazer toda a história. Se pudesse faria toda a trajetória de Davi, mas essa logística fica muito difícil. A idade inicial de Davi é uma suposição e como gravamos fora de ordem, eu não poderia tirar a barba, por exemplo, e deixá-la crescer novamente para darmos continuidade às gravações. Na teledramaturgia é difícil, mas se existisse a possibilidade de gravação seguindo a ordem da história, e consequentemente o crescimento do personagem, eu poderia fazer.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Leonardo Brício diz que estava predestinado a protagonizar “Rei Davi”

Deixe o seu comentário