Vereador de Curitiba pede atestado médico falso pelo Facebook para poder ir a jogo de futebol

 

Rafael Moro Martins, no UOL

O vereador curitibano Julião Sobota (PSC), presidente da torcida “Os Fanáticos”, maior organizada do Atlético-PR, usou o Facebook para pedir um atestado médico falso que o permitisse faltar à sessão da Câmara de Vereadores e assistir à partida entre seu clube e o Toledo, às 17h desta quarta-feira (8), em Curitiba.

“Alguém tem um atestado médico pra me emprestar??? Quarta tem jogo do Furacão (…) e se eu faltar no ‘trampo’, de novo, os cornetas de plantão e os paz sem voz do rabo preso (referência ao jornal “Gazeta do Povo” e à RPC, retransmissora da TV Globo no Paraná) vão me xaropear (sic) pra cacete”, escreveu, nesta segunda-feira (6). No post, ele ainda ironiza “alguns nó cego (sic) da nossa imprensa”.

Horas depois, Sobota retirou a postagem de seu perfil e afirmou que tudo não passou de brincadeira. Também no Facebook, ele desafiou os críticos a “tentar a sorte”, e reafirmou que estará no estádio à tarde. Nesta quarta pela manhã, o vereador foi ouvido e absolvido pelo comitê de ética de seu partido. Ele também é investigado pela corregedoria da Câmara e deve passar pelo Conselho de Ética da casa.

“Vou convocá-lo para uma audiência. É natural que o caso vá (ao Conselho de Ética), pois surte um efeito negativo”, disse o vereador Roberto Hinça, líder do PSD e corregedor da Câmara. Na semana passada, Sobota já faltara à primeira sessão do ano da Câmara para assistir a um jogo do Atlético-PR. Primeiro, ele disse ter ido ao médico e ter atestado para justificar a falta. Esta semana, mudou a história – falou que levou a sogra a uma consulta.

Repercussão exagerada

“Não creio que exista um vereador que jamais tenha faltado a uma sessão para participar de um evento não oficial que lhe renderia votos”, afirmou o cientista político Emerson Cervi, professor-adjunto da Universidade Federal do Paraná (UFPR). “A torcida é o reduto eleitoral dele.” No Facebook, vários atleticanos apoiaram o vereador.

“Esse caso ganha destaque por ele (Sobota) não ser um político clássico e por representar um setor da sociedade (as torcidas organizadas) que não é bem visto. Provavelmente, não haveria nenhuma repercussão se um outro vereador faltasse para ir a uma reunião com empresários”, disse Cervi.  “Isso, no entanto, não tira a responsabilidade de um vereador que age de maneira tão displicente e inconsequente.”

“Cara de pau”

Presidente em exercício da Câmara, Sabino Picolo (DEM) disse acreditar que o caso não mancha a reputação da casa, “mas apenas do vereador”. “Não se concebe um homem público ter atitude dessas. A corregedoria está atenta ao caso”, afirmou.

O líder da oposição, Jonny Stica (PT), cobra a entrada em vigor de artigo do regimento interno que multa em um dia de salário (cerca de R$ 300) vereadores que faltem sem justificativa. “Mas acredito que o caso de Julião Sobota gerou críticas exageradas, mais até que a morte de um torcedor (atropelado na saída do estádio no mesmo dia em que o vereador foi ao jogo, semana passada).”

“A imagem da Câmara já é das piores, em função das denúncias contra Derosso (João Cláudio Derosso, presidente da Câmara afastado) e à absolvição dele pela CPI e pelo Conselho de Ética”, disse Algaci Tulio (PMDB), ex-líder da oposição. “Temos vereadores que faltam a sessões de votação importantes. Ele (Sobota) faltou apenas a uma sessão solene.”

“O que incomoda, nesse caso, não é a falta ou o que o vereador deixa de fazer na Câmara, mas a malandragem, a desfaçatez, a cara de pau de pedir um atestado”, criticou a estudante Carolina de Sousa Toffoli, 24 anos. “Mas não sei que diferença uma hora de trabalho a menos dele (Sobota) faria à produtividade da Câmara.”

O presidente municipal do PSC e do Conselho de Ética do partido, Antônio Borges dos Reis, informou que Sobota se desculpou na sessão de ontem (terça 7) e, assim, considera o fato superado. Procurado pelo UOL em seu gabinete, Sobota não retornou aos pedidos de entrevista nem às ligações a seu telefone celular.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Vereador de Curitiba pede atestado médico falso pelo Facebook para poder ir a jogo de futebol

Deixe o seu comentário