Raio-x da traição (ou por que seu companheiro fica até tarde no computador)

Nathalia Ziemkiewicz, no Sexpedia

Já se perguntou o que o seu marido ou a sua esposa tem feito no computador até tããão tarde da noite? Pois é, meu bem: trago más notícias. A cada 17 segundos, um brasileiros se cadastra no site Ohhtel.com, uma rede social para infiéis.

Já são 420 mil inscritos no país, mais da metade dos 700 mil usuários de toda a América Latina. Se você é de São Paulo, Rio de Janeiro ou Belo Horizonte, as chances de o seu companheiro (a) ter pulado a cerca pela internet é maior.

Se ele tiver entre 30 e 50 anos ou ela, entre 18 e 40 anos… é bem difícil que você não seja corno (ou já tenha sido). Uma grande pesquisa realizada pelo site entre os usuários descobriu que 65% dos homens já teve pelo menos 5 casos ao longo da vida, contra 32% das mulheres.

O Sexpedia entrevistou a especialista em casos extranconjugais Laís Ranna (foto), vice-presidente de operações do Ohhtel, sobre o assunto. Se servir de consolo, ela acredita que trair não é razão suficiente para acabar com um casamento.

Por que as pessoas traem? Homens e mulheres têm razões diferentes?
As principais razões para ter um caso são: não ter sexo suficiente em casa (M 33% x H 51%), estar entediado e procurando variedade (M 23% x H 37%), mais romance (M 21% x H 0%), falta de desejo sexual pelo cônjuge (M 16% x H 8%), acabou o amor pelo cônjuge (M 5% x H 3%).

– Onde eles procuram por um caso?
Homens e mulheres buscam principalmente no trabalho e na internet. Eles também aproveitando idas à boates e viagens a negócios para encontrar um affair. Elas vão atrás de amigos e ex-amantes.

– O comportamento sexual dos brasileiros tem alguma característica específica em relação aos de outros países?
A maioria dos usuário do Ohhtel em outros países estão numa fase em que não há mais sexo entre o casal. No Brasil, existe um grande número de pessoas apenas entediadas com o sexo no casamento. Esperávamos mais essa resposta dos homens, mas as mulheres demonstraram que estão mais propensas a trair o marido se tiverem enjoado do sexo em casa.

– Onde e quando eles traem?
No motel (60%), no carro (20%) e na casa do amante (13%). Os homens preferem encontrar o affair depois do trabalho (48%) e as mulheres, no horário do almoço (39%). Isso porque eles estão habituados a trabalhar até mais tarde e podem usar a desculpa do escritório sem levantar suspeitas. Elas são mais cuidadosas, portanto preferem o intervalo do expediente.

– Qual o perfil desses infiéis?
Homens representam 66% dos usuários e tem idade média de 40 anos. Mulheres são os outros 34% e tem em torno de 33 anos. Apenas uma minoria delas é solteira – 82% são casadas, em média entre 2 e 10 anos. Suas principais fantasias, segundo declararam em pesquisa ao site, são “ser mais beijada”;  “ter mais sexo oral”; “mais romantismo” e “sexo com orgasmos múltiplos”.

– Por que não se divorciam em vez de trair?
Elas responderam que amam o marido (54%), não querem deixá-lo por razões financeiras (23%), querem preservar a família por causa dos filhos (14%) ou tem outros motivos (9%).

– Que conveniências a internet oferece a quem quer pular a cerca?
Homens sem sexo no casamento procuram prostitutas ou outros serviços. Mulheres normalmente optam por pessoas que as fazem sentir confortáveis, por isso escolhem colegas de trabalho ou alguém do seu círculo de amizades. Essa escolha é arriscada: primeiro porque há mais chances de essa relação extraconjugal ser descoberta; segundo porque, como são próximos, a mulher pode se sentir na obrigação de manter o caso. O Ohhtel oferece trocas de mensagens instantâneas para ter um affair de forma discreta, segura e anônima.

– O site diz não aprovar a infidelidade. Não é uma declaração controversa?
Milhões de brasileiros estão em casamentos sem sexo. Na maioria dos casos, um dos parceiros perdeu o desejo sexual. Isso coloca o casal em uma posição difícil: muitos amam seus companheiros, mas não querem ser celibatários para o resto da vida. Eles têm a opção do divórcio, que significa dividir o tempo entre os filhos, os bens etc. Fora que significaria colocar o sexo à frente de todos os outros aspectos do casamento. Sugerimos que essas pessoas mantenham-se casadas, mas realizem suas necessidades sexuais em outros lugares. O Ohhtel não inventou a infidelidade.

– Ou seja, casos extraconjugais são necessários para manter um casamento?
Pode ser que sim. Recomendamos, por exemplo, que os usuários não tenham caso com uma pessoa solteira – uma vez que essa pessoa pode querer mais que um simples caso. No site existe gente casada e vivendo a mesma situação. Isso significa que também pretendem manter o sigilo.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Raio-x da traição (ou por que seu companheiro fica até tarde no computador)

Deixe o seu comentário