“Religiosa cantando no plenário e divulgando sua crença maluca”


x
Em junho do ano passado aconteceu na Câmara uma homenagem ao centenário das Assembleias de Deus. O plenário transformou-se em congregação e a deputada (e cantora) Lauriete mandou um Grandioso és tu na sua versão que dispensa comentários.

Nesta semana, o “Universo ateu” postou novamente o vídeo no YouTube e já teve quase 45 mil cliques e + de 1.200 comentários indignados. Abaixo, o texto-protesto deles:

“Religiosa cantando no plenário e divulgando sua crença maluca,
um total desrespeito ao povo brasileiro que paga o salário desses palhaços ridiculos.  Brasil, vergonha mundial, estão querendo transformar o governo em mais uma igreja corrupta que vive do dinheiro dos ignorantes”.

dica da Isabel Dias Heringer

Quem tem razão? Homenagens a, por exemplo, Allan Kardec e Iemanjá podem ocupar o mesmo espaço? Essa é a melhor contribuição da bancada evangélica ou apenas uma ilustração de seu corporativismo e irrelevância?

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for “Religiosa cantando no plenário e divulgando sua crença maluca”

7 Comentários

  1. Não vi nenhum problema em cantar uma música cristã dentro da Câmara, afinal era uma homenagem ao centenário da Assembléia de Deus. Assim como não vejo problema em uma homenagem a deusa da Água dentro da Sanepar, assim como vemos rezas a santos católicos em diversos eventos públicos, sem contar feriados católicos que param nosso Brasil, ou seja, nosso país é um lugar onde cada um pode professar sua fé, enquanto não estiver ultrapassando os limites éticos e morais estabelecidos. (Entendo que algumas notas executadas pela cantora podem prejudicar seriamente a audição de alguns, mas não vem ao caso =P)… acho que não há porque criticar o fato dela ter cantado, nem mesmo o vocabulário “crentesco” utilizado pela cantora. Escrevi correndo, espero que tenha sido claro =P

  2. 123456 disse:

    Segundo a constituição todos tem direito a expressar sua religião, segundo vc já deve ter visto coisas bem piores no plenário como a corrupção da Jaqueline Roriz pq não posta isso pois será muito mais util, pois podem te processar por perseguição religiosa como cada um defende sua crença muitas vezes sujas e corruptas no plenário agora quando fazem algo que não prejudicará vc, vc posta mas t digo algo palhaço és vc!!!

  3. Ruben Mukama disse:

    Olhem outro bom exemplo da deputada cantora e do Senador cantor. http://hoje.es/noticia/irmao-da-deputada-lauriete-e-lotado-no-gabinete-do-senador-magno-malta/ O importante é fazer diferença.

  4. Ana paula alves disse:

    POR FAVOR, PESSOAL!!! Analisem todo o contexto… Essa foi uma sessão solene em homenagem aos 100 anos da Assembleia de Deus no Brasil! Eventos conhecidos como sessões solenes ocorrem a todo momento no Congresso Nacional para homenagear datas e fatos marcantes na história do país, DE TODAS AS RELIGIÕES, CRENÇAS E ASPECTOS envolvendo os mais diversos segmentos sociais do país.

  5. vnfp disse:

    falta de respeito!
    Um Estado secular ou estado laico é um conceito do secularismo onde o Estado é oficialmente neutro em relação às questões religiosas, não apoiando nem se opondo a nenhuma religião. Um estado secular trata todos seus cidadãos igualmente, independente de sua escolha religiosa, e não deve dar preferência a indivíduos de certa religião. Estado teocrático ou teocracia é o contrário de um estado secular, ou seja, é um estado onde há uma única religião oficial (como é o caso do Vaticano e do Irã).

Deixe o seu comentário