Deputada evangélica resolve cantar da tribuna da Câmara — com playback e coro. Você acha certo?

Lauriete: tribuna da Câmara virou palco de cantora gospel (Foto: Agência Câmara)

Ricardo Setti, na Veja on-line

Não bastavam as ridículas intervenções do senador Eduardo Suplicy (PT-SP), no Senado, cantando, desafinadíssimo, como volta e meia faz, desde que certa vez resolveu homenagear à sua maneira Bob Dylan tentando entoar “Blowing in the Wind” da tribuna.

A deputada Lauriete (PSC-ES), que é evangélica e cantora gospel, e graças a isso se elegeu, transformou recentemente a tribuna da Câmara dos Deputados em palco em homenagem aos 100 anos da Assembléia de Deus no Brasil e cantou, acompanhada de um coro de parlamentares da mesma orientação religiosa.

Experiente, ela providenciou playback para a música.

Respeito todas as religiões, mas a mim isso ocorrer no plenário da Câmara me parece o fim da picada.

E vocês, o que acham? Confiram o vídeo abaixo e, se quiserem, comentem:


x
Tempos atrás a Superinteressante descobriu uma estratégia p/ ampliar as vendas que parecia infalível. Bastava a matéria de capa estar relacionada à Bíblia ou a Jesus p/ a edição fazer sucesso. 

Com uma recorrente versão gospel do complexo de vira-latas tão bem delineado pelo Nelson Rodrigues, o rebanho reage animalmente a qualquer tipo de provocação e sai latindo e balindo por aê.

Com um festival de bizarrices sem precedentes na história, o zoo gospel hoje transformou-se num dos pratos principais servidos pela mídia. Duas colheres de Macedo, uma medida de Malafaia e uma pitada de Feliciano são suficientes para fazer crescer a massa da audiência e, em especial, a área de comentários.

Como “lhe dar” quando um cara do naipe do Ricardo Setti lasca em sua coluna um textinho preguiçoso e um vídeo manjadíssimo que já rodou por todos os sites e blogs? Pra começo de conversa, o tal “recentemente” refere-se a junho do ano passado. =/

Claaaro que o expediente deu certo e o pau tá comendo solto na área de comentários. Discussões improfícuas e rasteiras como as que acontecem aos borbotões na internet. Com a afasia (e a dislexia) da chamada “mídia gospel”, parece que estamos condenados a ser eternamente nivelados por baixo, como se o porão (e os roedores variados que nele habitam) fosse a parte + importante da casa cristã.

Para os adeptos da desculpa-clichê que “a Palavra nunca volta vazia”, resta uma ligeira adaptação do brado da funkeira (e evangélica) Tati Quebra-Barraco: “somos feios, mas estamos na moda”.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Deputada evangélica resolve cantar da tribuna da Câmara — com playback e coro. Você acha certo?

11 Comentários

  1. Como sempre o comentário lúcido e ácido do Pava. Sobre a receita da bizarrice me lembrei da música Os Anjos da Legião. 

    • Marildagroberio disse:

      Tinha que ser essa ridícula… um tanque de roupa suja realmente lhe caberia melhor…vontade de aparecer …uma gritaria descontrolada e a  chamam de homenagem.. tadinho de Deus de ter que ouvir essas porcarias que lhe  fazem como “homenagem”,,,mais me parece “sacanagem”…

  2. Souza Meire disse:

    gregos e troianos querem e estão ganhando muito com o gospel.

  3. Franco disse:

    Dá um tanque de roupa pra ela lavar…

  4. Amandasilvamg disse:

    Por favor, expliquem para o colunista Ricardo Setti que a Democracia é fundamenta em liberdade de expressão. 

  5. Mayara Araújo disse:

    Não acho bizarro. O vídeo é tendencioso, com corte, e claro intuito de manipular opiniões! A dep. cantou um dos hinos da Assembléia de Deus, ela não estava ali querendo convencer uma pessoa a acreditar em Deus, na ocasião, a Igreja estava sendo homenageada pelos seus 100 anos.  Você pode comparar ele com outros vídeos – http://www.youtube.com/watch?v=dCHShax37PA; http://www.youtube.com/watch?v=tfO6DD6tADE, onde outras instituições religiosas estão sendo homenageadas.Porém, a discriminação só é com o povo evangélico. Justamente porque o país é laico, essas homenagens são legítimas, devendo todos serem respeitados!!

  6. Pastor JJC disse:

    Deus é digno de ser adorado em todo lugar. Afinal de contas, como diz a própria Bíblia, tudo é dele, por Ele e para Ele. Quem tem dificuldade de cantar pra Ele aqui, certamente terá dificuldade em cantar no céu…

  7. Franco disse:

    Podem me chamar de machista, mas essa irmã merece um tanque de roupa pra lavar. Eu quero ver o desempenho parlamentar, to cansado de evangélico que só está na camara pra voltar contra aborto, a favor de leis que dificultem a vida dos homossexuais,etc.
    Enquanto os políticos evangélicos ficarem achando que os interesses dos evangélicos são maiores do que os interesses do país e do povo eu não voto em político evangélico.

  8. Mayara disse:

    sou evanjélica… e amoo ouvir a Lauriete….
    e sim… ela fez muito certo em ADORAR a Deus com sua voz magnífica, que Deus lhe proporcionol como uma dádiva.Acretido  que essas pessoas que a criticam, e que tmbm criticam o publico gospel… creio que tem capaciadd d cantar melhor, ou de ter coragem de ir ao senado e louvar a Deus. isso não e pra qualqer um! A deputada Lauriete, o Deputado Marco Feliciano e todos os demais deputados e senadores  evanjélicos merecem o nosso respeito e admiração, porque eles defendem a palavra de Deus, e acima de tudo vão ir morar na glória e colher os frutos que estão semeando hoje no senado.

Deixe o seu comentário