Evangélicos querem mudar a lei para fechar brechas ao aborto

Publicado originalmente em O Globo

O presidente da Frente Parlamentar Evangélica, deputado João Campos (PSDB-GO) disse, nesta quinta-feira, que a bancada evangélica irá apresentar uma Proposta de Emenda Constitucional (PEC) para deixar claro, na Constituição Federal, que o direito à vida é inviolável desde a concepção. Para Campos, embora o julgamento da possibilidade de aborto do feto em caso de anencefalia ainda não tenha terminado no Supremo Tribunal Federal (STF), há uma tendência clara de permitir, o que contraria o principal direito do ser humano, o direito à vida.

– Vamos apresentar uma PEC que altera o artigo quinto da Constituição, incluindo as palavras “desde a concepção” na frase que determina que o direito a vida é inviolável. Além disso, vamos solicitar ao presidente da Comissão de Constituição e Justiça, deputado Ricardo Berzoini, prioridade para votar a PEC 3/2011, do deputado Nazareno, que dá condições ao Parlamento de tornar sem efeito, decisão da Suprema Corte que invada competência do Legislativo – disse Campos, acrescentando:

– Se o Supremo decidir mesmo permitir o aborto em caso de anencefalia, estará legislando. A lei só prevê o aborto em duas situações: em caso de estupro e quando a gestante corre o risco de morrer. Se permitir em casos de anencefalia, estará inventando uma lei.

dica do Israel Anderson

sorry, mas esse papo de “direito a vida” no fundo (e no raso) é apenas discussão religiosa. se valorizassem mesmo o ser humano, as instituições  que esses senhores dizem representar estariam atuando fortemente no terceiro setor, apoiando a vida em todos os seus estágios.

no final das contas, cada vez que abrem a boca colocam 1 tijolo a + no muro que separa as boas novas de muitas pessoas. figurar em boa posição no ranking transparência brasil seria evangelístico de verdade.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Evangélicos querem mudar a lei para fechar brechas ao aborto

1 Comentário

  1. Jorge_291_5 disse:

    Interessante é que sempre que um deputado evangélico fala, preferimos atacá-lo do que ouvi-lo. Independente dos escândalos que muitos parlamentares evangélicos protagonizam, o texto do post discute a questão do aborto em caso de fetos anencéfalos. Todos conhecem o nosso pais do jeitinho, e por conhecer é que eu digo que o STF abriu um caminho para o aborto institucionalizado. Acredito que a desonestidade cultural desse país promoverá diversos abortos de fetos normais com a desculpa de que são anencéfalos. A sociedade hoje já discute a legalização do aborto porque é mais simples liberar o crime do que conscientizar as pessoas acerca do valor da vida. Num país em que uma vida não vale uma pedra de crack, não faltará nada para o extermínio de inocentes patrocinados com o nosso dinheiro. 

Deixe o seu comentário