Sites religiosos concentram mais ameaças virtuais que páginas pornográficas

Publicado por Veja

Quantidade de malware para sistema Android aumentou 93%, diz pesquisa

Sites relacionados a crenças possuem 115 ameaças ante 25 nas páginas de conteúdo adulto (Getty Images)

Sites religiosos costumam conter mais ameaças virtuais que domínios com conteúdo pornográfico, aponta estudo anual realizado pela empresa de segurança informática Symantec. Foram encontradas, em média, 115 ameaças por site em páginas relacionadas a crenças ante 25 em páginas com conteúdo adulto.

“Nós imaginamos que o motivo da discrepância seja a rentabilidade dos sites pornô – se o dono já ganha dinheiro de anúncios, tem mais interesse de manter os seus domínios livres de malware (programas maliciosos), que afasta internautas”, afirma o relatório da Symantec.

A pesquisa revela que a quantidade de malware cresceu 81% de 2010 a 2011, enquanto a variedade de programas maliciosos cresceu 41%. Uma notícia positiva é a redução da quantidade de spans: o e-mail indesejado passou de 88,5% para 75,1% do total de mensagens que circulam pela web.

A pesquisa aponta também que a quantidade de malware direcionado a dispositivos móveis aumentou. O sistema mais visado é o Google Android. A plataforma esteve sujeita, em 2011, a uma quantidade de ameaças 93% maior que em 2010. Um em cada quatro programas maliciosos era projetado lucrar com mensagens de SMS premium – frequentemente usadas para arrecadar dinheiro, como em campanhas de doação para caridade.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Sites religiosos concentram mais ameaças virtuais que páginas pornográficas

Deixe o seu comentário