Artista sai de favela brasileira e vai a pé até Nova York

Paulo Nazareth e sua instalação na feira Miami Art Basel

Publicado no F5

Seis meses e 15 dias. Esse foi o tempo que Paulo Nazareth, 34, gastou para ir a pé e de carona de seu “conjunto habitacional favelizado” em Palmital, Santa Luzia, região metropolitana de Belo Horizonte (MG), para Nova York, nos EUA. Calcula ter caminhado 700 km e emagrecido sete quilos.

A jornada foi feita de chinelos e com uma sacola de pano com poucas roupas a tiracolo. Ele diz não ter lavado os pés nesse tempo todo. Transformou a sujeira acumulada em mais uma de suas obras de arte, registrando tudo com uma câmera fotográfica. Quando chegou a NY, banhou os pés no rio Hudson.

“Foi como arrancar uma pele. A poeira já fazia parte do meu pé”, diz. “Não lavo os pés quando vou para os EUA para levar um pouco de poeira da América Latina para lá”, contou, por Skype, à repórterLígia Mesquita, da Cidade do México.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Artista sai de favela brasileira e vai a pé até Nova York

Deixe o seu comentário