Do pagode aos cantos de louvor, Léo Moura prega paz no Flamengo

Especial com Leo Moura está convertido e faz o simbolo da santissima trindade  (Foto: Janir Júnior / Globoesporte.com)Léo Moura faz o simbolo da Santíssima Trindade

Janir Júnior, no Globo Esporte

Aos 33 anos, na idade de Cristo, Léo Moura firmou sua comunhão com o Evangelho. O jogador trocou os shows de pagode pelos cantos de louvor que não saem do som do carro e servem até como toque de celular. Na comemoração dos gols, o símbolo feito com os três dedos representa a Santíssima Trindade do Pai, Filho e Espírito Santo. Do plano divino para o terrestre, o jogador, que tem sete anos de Flamengo, diz que a fase conturbada não pode virar desespero. Ele prega a paz, diz que teve visões e revela que não pede vitória em suas preces.

– Não é fanatismo, porque sempre tive fé. Creio e estou no caminho de Deus, mas não sou fanático. Sempre fui à igreja, agora com mais frequência. Procuro tranquilidade, passar mensagem para alguns companheiros, e sabendo dividir. Não posso deixar que as coisas da religião se misturem com o profissional. No início deste ano pude mergulhar de cabeça, até porque é uma coisa que tem me feito muito bem, profissional e pessoalmente. Cada dia melhoro como pessoa – afirmou Léo Moura.

O lateral-direito diz que teve premonições durante alguns sonhos e não teve dúvidas: era uma mensagem divina:

– Tive várias revelações, isso me aproximou ainda mais da igreja. Na Libertadores, na noite anterior ao jogo com o Emelec, eu tive um sonho onde via muitas pessoas orando por mim, eu corria em direção ao gol e marcava. Na primeira bola do jogo, eu fiz como estava no sonho. Aquilo era uma mensagem de Deus que se realizou.

– Quero deixar claro que não peço para ganhar, peço proteção para me livrar das contusões, para livrar nosso time de alguma coisa grave, e também para livrar o adversário. Do outro lado têm pessoas que também são evangélicas.

No som do carro de Léo Moura e no toque do celular, os hits do momento são músicas de Thales Roberto e outros pastores evangélicos famosos por seus testemunhos.

– Agora, mudou. Você vai tirando algumas músicas. Fui chamado através do testemunho do Thales Roberto, que hoje virou meu amigo, junto com a Fernanda Brum, que além de ser pastora da minha igreja é um louvor que eu gosto muito. Tem a Bruna Carla. São músicas que pessoas de fora também gostam – disse o jogador.

Léo Moura irá se batizar na igreja evangélica no mês que vem. Ele se prepara para dar seu primeiro testemunho e explica o gesto que usa com os três dedos em riste:

– Mês que vem me batizo, tenho que me preparar espiritualmente, até porque o testemunho é uma coisa muito séria. Quero mostrar para as pessoas que esse é o caminho. O gesto dos três dedos é da Santíssima trindade, Pai, Filho, Espírito Santo. A galera da base do Flamengo já está pegando esse símbolo.

Momento conturbado e sondagem do Cruzeiro

Léo Moura recebeu sondagens do Cruzeiro, mas nenhuma proposta formalizada. O jogador tem contrato com o Flamengo até o fim do ano, quer ficar, mas acredita que uma cartada oficial possa ser dada a qualquer momento, já que Celso Roth é admirador do seu futebol.

Diante do agitado ambiente do Flamengo, Léo Moura sabe como se reza a missa rubro-negra:

– Temos que ter tranquilidade, paz. Já passei por tudo no Flamengo, essa fase não é a primeira vez. Se não tiver tranquilidade para trabalhar, você não consegue jogar. Precisamos de resultado e não levar para o lado do desespero que é pior.

foto: Janir Júnior / Globoesporte.com

dica do João Marcos

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Do pagode aos cantos de louvor, Léo Moura prega paz no Flamengo

Deixe o seu comentário