Traduzindo a alma feminina


Arte de Allen Jones

Fabrício Carpinejar, no Blog do Carpinejar

Mulheres têm um idioma todo particular. Elas falam duas coisas ao mesmo tempo. São várias expressões que não podem ser compreendidas ao pé da letra. Apresentam um sentido totalmente diferente daquilo que a gente pensava.

Não sou um Chico Buarque, nem um Teixeirinha, mas vou me arriscar a traduzir a alma feminina para prevenir divórcios pelo Rio Grande e país.

Quando a mulher diz “vamos sair um pouco!” significa “eu quero mudar de canal, não agüento mais futebol!”

Quando a mulher diz “estou depilada” significa que está a fim de sexo.

Quando a mulher diz “só um minutinho” significa “duas horas e um minutinho”.

Quando a mulher diz “estou irritada” significa que ela está maluca.

Quando a mulher diz “tenho dor de cabeça” significa “me deixa quieta!”

Quando a mulher diz “você não presta” significa “eu te amo apesar de tudo”.

Quando a mulher diz “cala a boca” significa que você não sabe ouvir.

Quando a mulher pergunta “tem alguma coisa na geladeira?” significa “me leve para jantar fora!” (ela sabe que não tem nada)

Quando a mulher diz “não é necessário, amor” significa “é muito importante, amor”.

Quando a mulher diz “você não me entende” significa que você não faz o que ela quer.

Quando a mulher diz que está indecisa numa loja significa um pedido para você comprar a peça e dar de presente.

Quando a mulher diz “pode ir sozinho” significa “me leva junto, por favor”.

Quando a mulher diz pode atender ao telefone no meio de um filme significa “desligue o celular, pô!”.

Quando a mulher diz “amanhã” significa nunca.

Quando a mulher diz “hoje” significa ontem.

Quando a mulher diz “vamos dormir” significa dormir mesmo.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Traduzindo a alma feminina

Deixe o seu comentário