Boca de sul-coreana vira ninho de filhotes de lula após jantar

Luiza Sahd, na Mundo Estranho

Após comer um pedaço de lula semicozida, uma coreana de 63 anos se viu em meio a um pesadelo: 12 filhotes do cefalópode se instalaram em sua língua, bochechas e gengiva. O incidente ocorreu porque, na Coréia do Sul, é costume não remover todos os órgãos internos da lula antes de prepará-la, como acontece em outras partes do mundo – inclusive aqui no Brasil [suspiro aliviado].

Assim que deu a primeira garfada no prato, a senhora sentiu formigamento na boca e cuspiu a lula imediatamente. A agilidade da coreana não adiantou muito: a mordida  foi o suficiente para que a lula deixasse seus filhotes na boca da vítima.

Para o alívio de todos, as lulinhas e o tecido afetado por elas foram devidamente removidos em um hospital de Seul; Para desespero de alguns, não é a primeira vez que isso acontece. No ano passado, uma mulher no Japão sofreu a mesma coisa depois de provar um pedaço de lula crua.

Segundo especialistas, lulas “ejaculam” normalmente enquanto são preparadas e não quando já estão sendo ingeridas. Como a pele das nossas mãos é mais resistente do que a mucosa oral, os filhotes não conseguem se fixar por lá.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Boca de sul-coreana vira ninho de filhotes de lula após jantar

Deixe o seu comentário