Big Bang não precisou de Deus

Guilherme de Souza, no HypeScience

No eterno debate sobre a existência de Deus, há quem argumente que, sem um Criador, o próprio Big Bang não teria existido. Para o astrofísico Alex Filippenko, da Universidade da Califórnia (EUA), porém, não é bem por aí. “O Big Bang pode ter ocorrido simplesmente graças às leis da Física”, disse recentemente durante a SETICon 2 (sigla em inglês para “2ª Conferência da Busca de Inteligência Extraterrestre”).

No bizarro mundo da Física Quântica – que opera em escala sub-atômica –, matéria e energia aparecem e somem de repente, sem qualquer explicação. E isso, sugerem alguns pesquisadores, pode estar por trás da origem do universo.“Se aqui nesta sala você ‘torcesse’ o tempo e o espaço da maneira certa, poderia muito bem criar um novo universo. Talvez não conseguisse entrar nele, mas iria criá-lo”, sugeriu o astrônomo Seth Shostak, do Instituto SETI, durante a conferência.

Antes que os ateus possam levantar e dizer “ahá!”, Filippenko ressaltou que há uma grande distância entre mostrar que Deus não foi necessário para o Big Bang e provar que ele não existe de fato. “Não acho que você possa usar a ciência para provar a existência ou não existência de Deus”, opinou.

Além disso, se o universo surgiu simplesmente a partir das Leis da Física, de onde surgiram as próprias Leis? Se Deus as criou, de onde Ele veio? E o debate continua…[Live Science]

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Big Bang não precisou de Deus

1 Comentário

  1. fredmorsan disse:

    Interessante que o argumento usado para provar que o universo poderia surgir sem um criador na verdade mostra que é necessário um!!! .“Se aqui nesta sala você ‘torcesse’ o tempo e o espaço da maneira certa, poderia muito bem criar um novo universo. Talvez não conseguisse entrar nele, mas iria criá-lo” fala de um criador (você) e de uma criação (um novo universo) através da torção do espaço-tempo de maneira correta.
    Com relação à ciência provar ou não a existência de Deus, penso que não é função dela. A ciência lida, basicamente, com o que ela pode aferir. Por exemplo: alguns astrônomos afirmam, através de modelos matemáticos, que o universo tem entre 10 e 14 dimensões, mas nós só temos instrumentos para medir 4 deles (largura, comprimento, profundidade, tempo). Analogamente, podemos supor que Deus pode ser alguém que tenha 14 dimensões e por isso não podemos identificá-lo. A ciência, dentro dos parâmetros descritos acima, não teria capacidade para provar a existência ou não de Deus. Como tudo isso é muito especulativo, acho que devemos manter a discussão no nível da fé de cada um.

Deixe o seu comentário