Vem e sopra sobre nós

Sérgio Pavarini

“Acho que só para ouvir passar o vento vale a pena ter nascido.”
Fernando Pessoa

Existe arte cristã? Músicos cristãos ou cristãos músicos? Há levitas atualmente? Por que a área de música é a mais problemática nas igrejas? Músico cristão pode tocar em bares?

As últimas décadas foram marcadas por intermináveis discussões sobre vários temas relacionados à arte cristã, em especial a música. Muitos foram alijados de ministérios por defenderem posições diferentes. Estratégia divina para alcançar todos os tipos de pessoas, a diversidade sempre foi problema para quem julga (com trocadilho) não precisar dialogar com quem quer que seja.

Os resultados desse belicismo interno são visíveis. De acordo com o Censo 2010, um em cada quatro evangélicos brasileiros não tem vínculo com nenhuma igreja. Rotulados como “temperamentais” e “rebeldes”, muitos músicos engordaram essas estatísticas. Em diversos casos, talentos foram sacrificados no altar da liberdade, provocando um empobrecimento artístico sem precedentes.

Se gastamos vários anos nos questionamentos, é possível inverter a direção e iniciar uma “era das respostas”. Teorias valem pouco quando circunscritas ao campo das ideias. É preciso colocá-las em prática, sem medo de fracassar e tentar novamente quantas vezes for necessário.

O Ajuntamento reuniu um timaço que ilustra de forma criativa que o Vento continua soprando onde quer. Gente persistente que não se rendeu a fórmulas fáceis porque compreendeu a dignidade de seu chamado. Como disse o irreverente Oscar Wilde, “a arte nunca deve tentar ser popular; o público é que deve tentar ser artístico”.

Conhecer a produção de cada um desses artistas enche o coração de esperança de o rebanho tornar-se um dia conhecido não pelas bizarrices, mas pela Arte divinamente inspirada. A rapidez e abrangência do ambiente virtual o tornam o veículo perfeito para polinizar solos estéreis por conta de tantos anos sob condições climáticas adversas.

É um privilégio ajudar a espalhar sementes que foram testadas pelo tempo e, remetendo a Cecília Meireles, adestradas com o vento. Que elas encontrem terreno fértil e produzam frutos segundo o padrão bíblico, instituído bem antes da viralização proporcionada pela internet: a cento por um.

texto meu escrito especialmente p/ a estreia de Ajuntamento, portal que conta com 1 elenco de artistas jamais reunido no mesmo lugar. nele vc confere as novidades e a agenda de cada 1 desses feras. arte maiúscula. =)

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Vem e sopra sobre nós

Deixe o seu comentário