As melhores sensações da vida

Arte de Matisse

Fabrício Carpinejar, no Blog do Carpinejar

Não podemos esquecer nossa motivação, o que nos faz acordar todo dia. Busquei reunir as melhores sensações da vida:

– Tomar o primeiro chimarrão da manhã, aquele sozinho, olhando enviesado pela janela.
– Experimentar o feijão na panela.
– Raspar o brigadeiro com colher.
– Passar a primeira noite acordado com o filho no colo olhando os faróis dos carros iluminando as paredes da sala.
– Gozar exatamente no mesmo tempo que ela.
– Andar de mãos dadas de dia e andar de pés dados de noite com sua mulher.
– Sentir o geladinho dos lençóis novos.
– Jogar futebol na chuva, e fazer questão de dar um carrinho na poça.
– Beijar a boca de sua esposa e ficar respirando a respiração dela.
– Comemorar gol de seu time no último minuto de virada num Gre-Nal.
– Pisar na fofura da praia.
– Tirar os sapatos depois de dançar a noite inteira.
– Abrir o vidro do carro e nebulizar o rosto subindo a serra.
– Ouvir um disco que você gostava e que fazia muito tempo que não colocava para tocar.
– Barbear o rosto e sair com a face ardendo no vento.
– Atravessar a madrugada cantando músicas bregas com os amigos.
– Assistir dois filmes emendados no cinema e deixar a sala só de noite.
– Descobrir um aumento inesperado no salário.
– Deitar numa banheira de hidromassagem, e ficar até cair a pressão.
– Arrumar o armário depois de receber roupas novas.
– Dormir os cinco minutinhos de tolerância do alarme.
– Pegar um edredon, deitar com a patroa e comer pipoca acompanhando filmes antigos.
– Encontrar o cachorro nos esperando sentado diante da porta.
– Escutar do filho que ele aprendeu aquela lição contigo e que isso ajudou na prova.
– Querer muito alguma coisa e esquecer, para ganhar de presente.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for As melhores sensações da vida

Deixe o seu comentário