Cães também vão tomar uma ‘gelada’ versão pet


Cachorro Manolito tomando cerveja “dogbeer”

Ricardo Bunduky, na Folha de S.Paulo

Nada é melhor que uma cervejinha depois de um dia de cão. Agora eles, os cães, também vão poder fazer jus a essa máxima.

No mês que vem, chega ao mercado a Dog Beer, cerveja criada especialmente para os amigos de quatro patas. “Quem tem bicho de estimação gosta de dividir o prazer até na hora de comer e beber”, aposta o empresário Marco Melo, 47, dono da marca de ceveja.

Para comemorar a final da Libertadores, a executiva Ana Paula Company, 40, corintiana roxa, quis inserir Manolito, seu labrador, na festa.

“Ele tomou tudo. A cerveja é docinha, com fundinho de carne”, descreve. Uniformizado com as cores do Corinthians, Manolito não só bebeu a gelada durante o jogo contra o Boca Juniors como latiu sem parar até o fim da partida.

Cerveja para cachorro

Desenvolvida pelo centro de tecnologia e formação de cervejeiros do Senai, no Rio de Janeiro, a bebida canina é feita à base de malte e extrato de carne. Não tem álcool, lúpulo, nem gás carbônico.

O dono da empresa promete para breve uma linha completa de “petiscos líquidos”, que inclui suco, energético, vinho e champanhe.

A lista de produtos humanos em versões animais não para de crescer.

Já existem molhos, tempero para ração e até patê.

O sorvete Ice Pet é uma boa opção para cães e gatos no verão. A sobremesa tem menos lactose, não tem gorduras nem açúcar.

foto: Simon Plestenjak/Folhapress

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Cães também vão tomar uma ‘gelada’ versão pet

Deixe o seu comentário