Casal negro é impedido de casar em igreja nos EUA

publicado originalmente no Extra

Um casal negro dos EUA foi impedido de casar na igreja em que frequentavam no estado do Mississippi, revelou na noite de domingo a rede americana CNN. Charles Wilson e a mulher, Te’Andrea, foram obrigados a mudar a data do casamento por reclamações dos fiéis em relação a sua cor de pele.

– Por sermos negros, alguns membros da congregação ficaram irritados e decidiram que nenhum casal negro deveria se casar naquela igreja – disse Wilson à CNN. – Tudo que queríamos era nos tornarmos marido e mulher sob os olhos de Deus na igreja que nós sentíamos queridos. O que há de errado nisso?

Wilson e sua mulher planejavam se casar neste mês na Primeira Igreja Batista, de Crystal Springs, no Mississippi, mas foram obrigados a adiar a festa na última hora. O pastor, Stan Weatherford, fez o pedido porque alguns membros da congregação não queriam a cerimônia na igreja, informou uma afiliada da CNN na região. Os dois foram obrigados então a se casar em uma igreja próxima, já que estava muito em cima da hora para desmarcar a festa.

– Eu não queria criar controvérsias dentro da igreja, e não queria que isto afetasse o casamento de Charles e Te’Andrea. Queria assegurar que o casamento deles seria um dia especial – disse o pastor, acrescentando que a proibição é algo inédito na congregação.

Muitos frequentadores da mesma igreja que os Wilson se mostraram surpresos com a notícia revelada pela CNN, e alguns chegaram a se desculpar.

 

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Casal negro é impedido de casar em igreja nos EUA

1 Comentário

  1. Sergio Luiz disse:

    Eh meu caros, vocês acham que vivem num mundo cor de rosa?
    Vivemos num mundo caído onde o preconceito e o racismo existe em todo lugar com as devidas proporções. Aqui no Brasil não é para menos e tem a seus tentáculos só que de outros formatos, mas tem, é só ter percepção e olhar a sua volta como a coisa é. Em relação aos norte americanos, talvez vocês achem isso um contracenso dizer, fui a um evento de uma banda de rock cristã na Apoteose no Rio chamada White Cross, e um dos componentes do grupo falou ao microfone algo que ele achou surpreendente na platéia que os assistiam e que estava admirado de pessoas de vários tipos se darem as mãos e estarem todas juntas num mesmo espaço o que não é comum isto no seu país por causa do ódio racial… Apesar de algumas condições que nos proporcionaram certa mistura ou “aparente” tolerancia, no Brasil também tem suas formas de discriminação e racismo, sejam eles velados ou indiretos (a maior parte das situações) como em confrontos mais explícitos.

Deixe o seu comentário