Professor mente que atropelou menina para matar aula

Tânia Vinhas, no Guia do Estudante

Tem gente que inventa que está doente para não aparecer no serviço. Outras pessoas dizem que um tio-avô morreu. Derek McGlone não optou pelo caminho mais simples: para não precisar trabalhar, disse que havia atropelado uma criança em um acidente fatal.

Pois é, o professor escocês de 42 anos já tinha fama de contar lorotas para escapar do trabalho no Colégio Calderhead, mas eram mentirinhas inocentes. Até que ele inventou que havia tirado a vida de uma menininha.

“Ele disse que sentiu as rodas do carro passarem por cima do corpo dela”, disse Joyce Kilmartin, a diretora. Quando descobriram a farsa, foi a gota d’água. Todo o corpo docente reclamou sobre a sua conduta e contou ao conselho educacional da região.

Quando ficou sabendo, Derek ainda por cima foi descarregar a raiva no Facebook, xingando todo mundo e dizendo que iria atrás deles. Mas aí o ódio passou, o arrependimento bateu e agora ele quer voltar a trabalhar. “Não posso dar nenhuma explicação lógica pelas minhas ações”, disse.

Acho que agora é meio tarde demais né?

Dado curioso: em outra ocasião, McGlone ligou de dentro da própria casa em Glasgow dizendo que não ia trabalhar porque estava preso em uma nuvem de cinzas vulcânicas na Islândia. Ok…

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Professor mente que atropelou menina para matar aula

Deixe o seu comentário