25 anos sem Sérgio Pimenta


x

Vivemos tempos esquisitos em que a palavra “cristão” é sinônimo de mediocridade, inclusive na área musical.  Nem sempre foi assim.

Reputado como um dos principais compositores cristãos, o carioca Sérgio Pimenta teve uma carreira curta que durou cerca de 15 anos. No dia 12 de agosto de 1987, o compositor sucumbiu a um câncer. Tinha apenas 32 anos.

O tempo é sempre um aferidor rigoroso, não permitindo que a qualidade seja esquecida. Sucessos descartáveis duram os 15 minutos preconizados por ANdy Whanrol e a produção de Pimenta em apenas uma década e meia continua inspirando centenas de musicistas cristãos que não se dobraram ao deus mercado.

Há alguns anos, incluí uma homenagem ao meu xará no lançamento da Nova Versão Internacional. Foi emocionante ver Sonia Dimitrov Muniz Pimenta ler alguns textos bíblicos que inspiraram a genialidade de seu marido. Momentos inesquecíveis que nos inspiram a não a fazer mais, mas a ser mais. Afinal, lembrando Bukowski,  “é tão fácil ser poeta, e tão difícil ser um homem”.

Em um período marcado pelo desamor e pela intolerância, que sejamos desafiados a mostrar com singeleza o motivo de nossa alegria: Cristo. E ponto final.

––

Abaixo, trecho inicial da mais completa biografia disponível do compositor, escrita por Quico Fagundes e 3 dos vários vídeos disponíveis no YouTube.

“Só quem sofreu, pode avaliar quem sofreu. Pode se identificar, pode ter o mesmo sentir”.

Sergio Pimenta foi um dos principais compositores evangélicos brasileiros. Participante da primeira geração de autores nacionais de Vencedores por Cristo, foi presença obrigatória em todos os principais discos e grupos musicais dos anos 70 e 80, como compositor, violonista e cantor. Autor de músicas como Cada Instante, Você pode ter, Quando a glória, Pescador, Ele é o teu louvor, Tudo ou nada, Vou chegar, Resposta certa, Aquele que me ama, É preciso, Vem comigo, Fruto da semente, Para sempre e mais, Quando se está só, A moça do poço, O que me faz viver, Fonte, Só quem sofreu, e mais de 300 composições, será lembrado para sempre como um músico de Deus, um original raro, autor de canções dignas do “amor que jamais acaba” e legítimo herdeiro de I Co. 13.


x
Tudo ou nada

Tudo ou nada,
Pega ou larga de vez.

Quem lançar a mão no arado
Não pode olhar para trás.
O trabalho é pesado
E será ainda mais.
Quando for demais o fardo,
Há em que descansar.
Cristo, sempre pronto e perto,
Vai ajudar.
A quem realmente assumir,
Diante dele e de todos,
Compromisso de seguir seus passos
Fielmente até o fim.

Cada instante

Cada instante, contigo Jesus,
Que passo a Teus pés,
Eu sou mais feliz!

Cada instante, contigo Senhor,
É paz em minha alma,
Suave harmonia,
No Teu grande amor.


x
Ponto final

Foi linda a festa
Luz, som, sorrisos
Rodas de amigos
E as canções surgindo
Passou o tempo
Chegou o dia
E sumiu com a noite
Toda alegria

Todo este tempo
São recordações
Que não fazem mais sentido
Pra não sofrer
Com as desilusões
Procurar um motivo

Hoje a festa é constante
É real
E eu não abro mão disso
Quis, aceitei
Ponto final
Minha alegria é Cristo
Quis, aceitei
Minha alegria é Cristo

dica do Rogério Moreira e do Nelson Bomilcar

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for 25 anos sem Sérgio Pimenta

Deixe o seu comentário