A persuasão massiva

Por Vitor Lillo em Nogs Blog

Título original: A droga da persuasão

As pessoas se preocupam muito com sentimentos hoje em dia. Não há espaço para as idéias e ações. Um personagem disse isso (ou coisa parecida) em algum filme biográfico que assisti tempos atrás [Agradeço a quem puder ajudar a lembrar].

Particularmente me incomodo bastante com essa “ditadura da persuasão”, ainda que eu seja um contemporâneo dessa época. Até agora ninguém me deu um argumento persuasivo o bastante que me demonstre quanto o “Parecer” diz sobre o “Ser” de alguma pessoa.

Os “práticos” de hoje, que não diferem dos “sofistas” de outrora, vendem isso como uma forma eficaz de detectar “aquelas pessoas que podem nos causar surpresas desagradáveis lá na frente”. Não sabia que existiam pessoas infalíveis na Terra (Deus deve ter muitos rivais ou então tem procriado bastante). Muito menos que os “práticos” ignoravam a passagem do tempo.

E já que a primeira impressão é a que fica, em todo “processo seletivo”, seja de emprego, seja para ter uma relação com outra pessoa sou avaliado pelo quanto e como me expresso, pelo que estou vestindo/uso e pelos meus hábitos(vejam o quanto se pode extrair de alguém com apenas três características!). E dane-se o que você fez ou fará.

Enfim, eu poderia dar exemplos mil que destroem todo o argumento em prol dessa valorização excessiva da imagem, do poder da persuadiar. Deixo essa tarefa para o Google e a Wikipédia, se a sua memória e percepção falhas não ajudarem. Tampouco vou discutir os “processos seletivos” que aplicamos e nos aplicam.

Me angustia ver que as pessoas parecem se deixar levar mais pela forma que pelo conteúdo. Que não saibam diferenciar se este ou esta é melhor porque nos convence ou porque realmente se esforçou para sê-lo (a).

E pior: fazem assim por deixarem de questionar a si mesmas e a todos. Vivemos na instabilidade da “Intuição” que está sempre a nos rodear e deixamos de correr atrás da estabilidade da “Conclusão” que exige um pouco de esforço para a encontramos.

Uma letargia tamanha que parece ser efeito dessa “droga” da persuasão. Vai saber…

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for A persuasão massiva

Deixe o seu comentário