Celso Russomanno recebe apoio de igreja evangélica na Zona Sul de SP

Pastor Marcos Galdino, Celso Russomano, Luiz Flávio D’Urso e Renato Galdino, em culto no templo da Assembleia de Deus Ministério Santo Amaro (Foto: Marcelo Mora/G1)

Marcelo Mora, no G1

O candidato do PRB à Prefeitura de São Paulo, Celso Russomanno, recebeu apoio formal dos pastores da Assembleia de Deus Ministério em Santo Amaro, na Zona Sul da capital paulista, em culto realizado no início da noite desta sexta-feira (7), feriado da Independência.

Renato Galdino, presidente do conselho político da igreja, disse que ele e o pai, o pastor Marcos Galdino de Lima, irão contribuir, como pessoas físicas, com material de campanha: 25 mil adesivos para carros e 296 cavaletes com propaganda (um para cada um dos templos existentes na capital paulista).

Além disso, Renato afirmou que seriam distribuídos 1,2 milhão de cópias de uma carta assinada pelo pastor Marcos Galdino em que ele pede voto aos fiéis da igreja para Russomanno. “Isso será feito fora do templo. E os pastores irão nas casas das pessoas fazer esse trabalho”, afirmou.

Durante o culto, no entanto, o pastor Marcos Galdino pediu aos fiéis presentes no templo voto em Celso Russomano, que havia subido ao altar por volta das 19h30. “Leve esse nome, Celso Russomanno, para mais 100 pessoas. Me dê esse presente. Vamos apostar em mudança”, declarou. O culto serviu para ele festejar seu 57º aniversário.

Em seguida, ele pediu para que os presentes colocassem a mão sobre o coração e dessem 10 abraços na pessoa que estivesse ao lado, enfatizando o número “10”, o mesmo da campanha de Russomanno.

De acordo com a lei 9.504/97, é vedado a partido e candidato receber direta ou indiretamente doação em dinheiro ou estimável em dinheiro, inclusive por meio de publicidade de qualquer espécie, procedente de entidades beneficentes e religiosas.

Ao ser questionado sobre o pedido feito pelo pastor durante o culto, Russomanno evitou fazer qualquer comentário. “Nada a declarar. Só vou responder sobre São Paulo”, disse. O candidato a vice na chapa dele, Luiz Flávio Borges D’Urso, também optou por não fazer comentários.

Russomanno e D’Urso deixaram o templo por volta das 20h55, antes do término do culto. Renato Galdino disse que o pai não havia cometido qualquer irregularidade ao pedir votos ao candidato. “Como pessoa física, ele pode pedir voto dentro e fora do templo. Se tivéssemos recebido um centavo de governo, seria ilegal. Mas não é o caso. O templo, por exemplo, foi construído exclusivamente com o dinheiro dos fiéis”, afirmou.

Russomanno considerou “extremamente importante” o anunciado apoio da igreja à sua candidatura. “Todas as igrejas são bem-vindas no nossa campanha. Todas”, enfatizou.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Celso Russomanno recebe apoio de igreja evangélica na Zona Sul de SP

Deixe o seu comentário