Filho de pastor e mais três são assassinados na Baixada Fluminense

Soldados do Corpo de Bombeiros removem um dos corpos das vítimas da chacina
Soldados do Corpo de Bombeiros removem um dos corpos das vítimas da chacina

Wilson Mendes, no Extra

A luz vermelha, acesa desde o dia anterior em um dos cômodos de uma casa abandonada na Rua C, na Chacrinha, bairro de Japeri, na Baixada Fluminense, ressaltou as manchas de sangue pelo chão da cena de uma chacina. Entre 23h e 0h de sábado, quatro pessoas — um homem, uma mulher e dois adolescentes — foram executadas com tiros na testa.

A polícia ainda não tem pistas de quem ou quantos são os criminosos, mas a hipótese levantada pelos policiais militares é de que houve execução ligada ao tráfico de drogas. A casa, segundo os PMs do 24º BPM (Queimados), era utilizada como boca de fumo.

— Encontramos 58 papelotes de cocaína, escondidos no sofá, além de uma cápsula de munição calibre 38 — revelou o sargento de Souza.


Até o fim da tarde de ontem, dois adolescentes haviam sido identificados: Kelverton Pimentel Dias, de 15 anos, e Luciano Magno dos Santos Júnior, de 16.

Moradores do bairro revelaram que Kelverton é filho de um pastor evangélico, que prega na Assembleia de Deus local. Identificado apenas como pastor Ailton, o homem esteve cedo no local. Entregou uma carteira de identidade aos policiais, para o reconhecimento do filho, mas não voltou para acompanhar a remoção do corpo, apesar de a igreja ficar a uma quadra da suposta boca de fumo

O Sargento de Souza contou que Kelverton teria tentado, há pouco tempo, assaltar a igreja do pai.

Carro do Corpo de Bombeiros recolheu os corpos das vítimas da chacina
Carro do Corpo de Bombeiros recolheu os corpos das vítimas da chacina

Fotos: Paula Giolito / O Globo

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Filho de pastor e mais três são assassinados na Baixada Fluminense

Deixe o seu comentário