Coringa

Fabrício Carpinejar

Publicado por Carpinejar

Matutei comigo: não é fácil fazer propaganda eleitoral.

A gente ri, critica, abomina, desliga, não suporta, mas já parou para exercitar o que você diria se fosse candidato.

O quanto é complicado se expressar em segundos. O quanto temos que elaborar um slogan rapidinho e às vezes totalmente ridículo.

Como não seremos cômicos se apenas podemos falar uma frase. Na verdade, resmungar uma frase.

O candidato a vereador é um soluço da tevê, um suspiro do rádio.

Tarefa espinhosa: ser conciso com toda uma história de vida, falar o máximo com o pouco, criar um elo de identificação e se diferenciar de centenas de concorrentes.

Aproveitando as eleições 2012, elaborei várias vinhetas para mim. Para mostrar o alto grau de exigência.

Uma propaganda mais irreverente:
— Risos. Vote Carpinejar, Coringa da Rádio Gaúcha. Para uma manhã sempre feliz e poética.

Uma propaganda mais ecológica:
— Vote Carpinejar, capine já.

Uma propaganda com plano de governo, óbvio que impossível de ser cumprido:
— Prometo lavar a louça três vezes por semana, estacionar melhor no box do prédio, não pensar em sexo toda noite.

Uma propaganda para o eleitorado feminino:
— Vote Carpinejar, o homem com alma feminina.

Uma propaganda para a terceira idade:
— O que adianta fila preferencial se você não tem nada no banco: Vote Carpinejar.

Uma propaganda para o CTG:
— Peço licença mui valente tropeiro/ sou um humilde payador/ do pampa missioneiro/ enxotando falsos curandeiros.

Eu sei , eu sei, como publicitário sou um ótimo poeta.

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Coringa

Deixe o seu comentário