Marta Suplicy compara Ministério da Cultura à “casa do Tufão”

A ministra da Cultura, Marta Suplicy, em visita à Cinemateca de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (17)
A ministra da Cultura, Marta Suplicy, em visita à Cinemateca de São Paulo, na tarde desta segunda-feira (17)

Silas Martí, na Folha de S.Paulo

Em seu primeiro dia de agenda oficial como ministra da Cultura, Marta Suplicy visitou nesta segunda (17) em São Paulo as instalações da Funarte, onde também ficará a representação regional de sua pasta, e a Cinemateca Brasileira, onde se reuniu com Galeno Amorim, presidente da Fundação Biblioteca Nacional.

“A Biblioteca Nacional teve alguns problemas, e eu quero resolvê-los”, disse a ministra a jornalistas. “É principalmente uma questão orçamentária, de liberação de verbas. Alguns desses problemas precisam ser resolvidos neste ano, outros no ano que vem.”

Marta, que substitui Ana de Hollanda à frente da Cultura, se refere aos graves problemas estruturais enfrentados pela instituição no Rio, que passou há pouco por uma paralisação de seus funcionários. Ela adiantou que visitará a Biblioteca Nacional na próxima semana.

A ministra não quis comentar quais serão suas prioridades à frente da pasta e disse que ainda está conhecendo a estrutura do Ministério da Cultura. “Não posso ser precipitada de forma alguma, ainda estou conhecendo o funcionamento de uma máquina que é gigantesca”, disse. “Apesar de eu ser bastante rápida, não sou a jato.”

Ela acrescentou que decidiu começar sua agenda de ministra por São Paulo pelo fato de o Estado ter cerca de 300 Pontos de Cultura, um dos maiores projetos do MinC. Sobre a reforma da Lei Rouanet, uma das prioridades das últimas gestões do ministério, Marta não quis dar declarações. Disse apenas que acaba de chegar e comparou a pasta a uma casa.

“É como uma casa a que você chega e precisa ver quantos cômodos tem, se os móveis são adequados, se as pessoas que trabalham lá vão ajudar a cozinhar, a cuidar do jardim”, disse a ministra. “Não é uma casa pequena, é uma casa 20 vezes maior que a do Tufão”, comparou, em referência à mansão do personagem de Murilo Benício na novela “Avenida Brasil”.

Neste domingo (16), Marta participou ao lado de Lula e do candidato à prefeitura paulistana pelo PT Fernando Haddad no Centro de Tradições Nordestinas, na zona norte de São Paulo. Sua entrada na campanha está vinculada à posse no Ministério da Cultura, uma articulação do partido para inserir a ex-prefeita no pleito.

foto: Wladimir Aguiar/Folhapress

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Marta Suplicy compara Ministério da Cultura à “casa do Tufão”

Deixe o seu comentário