Ao fera com carinho

Há duas semanas recebi a informação que havia vazado a sextape de um cantor gospel bem conhecido. Pesquisei, não achei nada e acabei me esquecendo do assunto.

Na semana passada, alguns sites publicaram o tal vídeo. Como sempre acontece nesses casos, os links agora estão circulando velozmente pela blogosfera e a galera gospel já está com as pedras em mãos e a língua destilando toda sorte de impropérios contra o artista.

Quaisquer questões teológicas complicadas tornam-se simples diante da dificuldade de explicar o prazer perverso que boa parte do rebanho sente quando alguém é flagrado em pecado sexual. Numa classificação que revela a incapacidade de lidar com essas questões, o sexo ocupa na prática o lugar da blasfêmia contra o Espírito: não há perdão.

Confesso que os comentários me escandalizaram bem mais que o fato em si. Impossível não lembrar de outros episódios emblemáticos nos quais os envolvidos foram curados e perdoados, mas a língua viperina do rebanho (e sua memória tristemente seletiva) continuam até hoje desqualificando não apenas a pessoa, mas também as obras produzidas sob inspiração divina.

Sim. Por mais que tentarem sepultar o ministério do cara, jamais conseguirão apagar o fato de que aprouve a Deus armazenar seus tesouros em vasos de barro. Tomados pela “unção de Mical”, esses abutres e coveiros geralmente nada têm em mãos, exceto as pedras da acusação.

Já pedi perdão antecipadamente porque sei que pecarei bastante ao saber da hipocrisia que permeará a maior parte dos textos sobre o episódio. Em lugar de 30 moedas, há quem se venda por alguns cliques. Liquidação em todos os sentidos, especialmente da misericórdia.

Desabafo registrado, permanecem abertos o espaço e, principalmente, os braços para acolher o companheiro. Que a fonte de seu talento possa guardá-lo carinhosamente na palma de suas mãos.

“Todos os meus caminhos são bem conhecidos por ti.” (Salmos 139.3 – NVI).

Comentários

Este QR-Code permite acessar o artigo pelo celular. QR Code for Ao fera com carinho

3 Comentários

  1. Pava, asssino embaixo. Muito facilmente nos esquecemos da nossa humanidade quando alguém é pego em flagrante delito. Mesmo que fôssemos perfeitos e somente os outros falhos, ainda assim teríamos o dever de abraçar e não de jogar pedras. Quando Jesus disse para os sem pecado atirarem a primeira pedra, era apenas um desafio retórico para mostrar o ridículo da reação, porque ele mesmo jamais faria isso, como não o fez. Mano gospel, seja lá a merda que você tenha feito, todos caímos. Levanta, sacode a poeira e desfruta da graça.

  2. Sou Católica e estimo muito as Palavras do Sérgio Pavarani e como complemento acrescento: Lucas 7, 36-50

    Naquele tempo, 36um fariseu convidou Jesus para uma refeição em sua casa. Jesus entrou na casa do fariseu e pôs-se à mesa.
    37Certa mulher, conhecida na cidade como pecadora, soube que Jesus estava à mesa, na casa do fariseu. Ela trouxe um frasco de alabastro com perfume, 38e, ficando por detrás, chorava aos pés de Jesus; com as lágrimas começou a banhar-lhe os pés, enxugava-os com os cabelos, cobria-os de beijos e os ungia com o perfume.
    39Vendo isso, o fariseu que o havia convidado ficou pensando: “Se este homem fosse um profeta, saberia que tipo de mulher está tocando nele, pois é uma pecadora”.
    40Jesus disse então ao fariseu: “Simão, tenho uma coisa para te dizer”. Simão respondeu: “Fala, mestre”! 41“Certo credor tinha dois devedores; um lhe devia quinhentas moedas de prata, o outro cinquenta. 42Como não tivessem com que pagar, o homem perdoou os dois. Qual deles o amará mais?” 43Simão respondeu: “Acho que é aquele ao qual perdoou mais”. Jesus lhe disse: “Tu julgaste corretamente”.
    44Então Jesus virou-se para a mulher e disse a Simão: “Estás vendo esta mulher? Quando entrei em tua casa, tu não me ofereceste água para lavar os pés; ela, porém, banhou meus pés com lágrimas e enxugou-os com os cabelos. 45Tu não me deste o beijo de saudação; ela, porém, desde que entrei, não parou de beijar meus pés. 46Tu não derramaste óleo na minha cabeça; ela, porém, ungiu meus pés com perfume. 47Por esta razão, eu te declaro: os muitos pecados que ela cometeu estão perdoados porque ela mostrou muito amor. Aquele a quem se perdoa pouco mostra pouco amor”. 48E Jesus disse à mulher: “Teus pecados estão perdoados”. 49Então, os convidados começaram a pensar: “Quem é este que até perdoa pecados?” 50Mas Jesus disse à mulher: “Tua fé te salvou. Vai em paz”.

    – Palavra da Salvação.
    – Glória a vós, Senhor.ucaEvangel(Lucas 7,36-50)s 7,36-50)

  3. Lindo!! E eu espero que ele leia também!

Deixe o seu comentário